UOL Entretenimento Cinema
 
30/08/2010 - 15h00

Cineasta francês Alain Corneau morre aos 67 anos

  • Alain Corneau participa de evento na Itália, em imagem de 2007

    Alain Corneau participa de evento na Itália, em imagem de 2007

PARIS - O cineasta francês Alain Corneau, diretor de "Forte Saganne" e "Noturno indiano", faleceu vítima de um câncer na noite de domingo aos 67 anos de idade, em Paris, informou sua agência Artmedia nesta segunda-feira. Ele será enterrado no sábado, em Paris.

Alain Corneau, um admirador declarado do cinema americano, também era produtor e roteirista, e trabalhou com os atores mais importantes do cinema francês, entre eles Yves Montand e Gerard Depardieu.

Corneau era apaixonado pelo cinema policial. Confessou certa vez que seu modelo e inspiração eram Fritz Lang, realizador de "filmes nos quais as intenções profundas não são aparentes de maneira imediata".

Nos ano 70, Corneau trabalhou cmo assistente da diretora francesa Nadine Trintignant, que se transformou em sua companheira sentimental.
Em 1973 fez seu primeiro filme, "França, Sociedade Anônima".

Corneau também era músico e tocava piano e adorava jazz e a música barroca.

Sua paixão pela música se expressou em dois de seus filmes mais bem sucedidos: "Noturno Indiano" (1989) e "Todas as Manhãs do Mundo" (1991), que relata a história de um intérprete de violão no século 17. O filme teve muito êxito e ganhou o César, o Oscar do cinema francês.

Seu último filme, "Crime d'amour", com Kristin Scott Thomas e Ludivine Sagnier, estreou há poucos dias na França, e recebeu boas críticas.

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host