UOL Entretenimento Cinema
 
21/10/2010 - 17h35

''Em minha mente, ainda tenho 28 anos'', diz Bruce Willis em divulgação de "Red''

  • Bruce Willis e Helen Mirren participam da première do filme ''Red'' no Festival de Londres (19/10/2010)

    Bruce Willis e Helen Mirren participam da première do filme ''Red'' no Festival de Londres (19/10/2010)

PARIS - O ator americano Bruce Willis, de passagem por Paris para promover o filme "Red - Aposentados e Perigosos", onde interpreta um agente aposentado da CIA retomando o serviço, declarou amar o engajamento "emocional" dos franceses nos conflitos sociais, como, por exemplo, as manifestações contra a reforma previdenciária no país.

"Adoro a França e seu lado emocional na política", afirmou Bruce Willis nesta quinta-feira (21) durante uma coletiva de imprensa, em resposta a uma pergunta sobre o conflito dos aposentados na França.

"A política americana está fora de controle e as pessoas perderam suas emoções quando algo acontece. Não estou em posição de falar sobre a aposentadoria, mas é muito importante. Eu sou a favor da escolha, do direito de escolher. Os protestos nas ruas e os conflitos não são legais de se conviver, mas é muito importante manter este lado emocional e de engajamento".

Desde o início do semestre, os sindicatos mantêm a pressão contra a reforma que pretende aumentar a idade mínima de aposentadoria de 60 para 62 anos. Eles convocaram nesta quinta-feira mais dois dias de ações nacionais, enquanto as greves no setor de energia e transporte provocam escassez de combustível e desaceleram atividades econômicas de alguns setores.
 

TRAILER LEGENDADO DE ''RED - APOSENTADOS E PERIGOSOS''

Em cartaz com "Red", uma das produções americanas mais esperadas do ano que será lançada 17 de novembro, o ator Bruce Willis disse pensar "raramente" em sua própria aposentadoria. "Adoro o meu trabalho e o processo de produção de um filme. Em minha mente, ainda tenho 28 anos. Se eu tiver que lutar, me engajar, estou pronto para vencer".

Grande amante da França, Bruce Willis declarou adorar vir ao país para "fugir dos EUA e de Los Angeles". "Eu sou sempre bem recebido, gosto do estilo de vida, do ritmo de vida, como muito bem... E seus paparazzi são muito bons", disse com ironia. No Brasil, "Red" está previsto para estrear em 12 de novembro.

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host