UOL Entretenimento Cinema
 
29/12/2010 - 16h17

Cineasta iraniano pede que colegas façam greve para apoiar Panahi

  • Jafar Panahi, cineasta iraniano, durante entrevista em Teerã, no Irã, em imagem de 2004

    Jafar Panahi, cineasta iraniano, durante entrevista em Teerã, no Irã, em imagem de 2004

PARIS, França -O cineasta iraniano Rafi Pitts pediu à indústria cinematográfica que deixe de trabalhar durante duas horas em 11 de fevereiro em solidariedade com seus colegas e compatriotas Jafar Panahi e Mohammad Rasoulof, condenados a penas de prisão.

"Convidamos a todos os cineastas e membros da indústria cinematográfica - quaisquer sejam suas nacionalidades, fronteiras, religiões ou convicções políticas - a apoiar nossos compatriotas cineastas iranianos, deixando de trabalhar durante duas horas, entre 15h e 17h, em 11 de fevereiro de 2011, dia do 32o. aniversário da revolução iraniana", assinalou Pitts em um comunicado enviado nesta quarta-feira (29) à AFP.

Em carta abeta dirigida ao presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad, anexada ao comunicado, o cineasta condenou as sentenças contra os dois colegas "castigados por se interessar por seus compatriotas e pelas vidas perdidas durante os conflitos depois das eleições" de junho de 2009.

Veja tamb�m

Carregando...

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host