11/05/2011 - 13h33

Bertolucci gostaria de receber Palma de Honra das mãos de De Niro

<a href="http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/"><img src="http://n.i.uol.com.br/ultnot/home/afp.gif" border="0"></a>
  • Bernardo Bertolucci se emociona no palco da cerimônia de abertura do Festival de Cannes (11/05/2011)

    Bernardo Bertolucci se emociona no palco da cerimônia de abertura do Festival de Cannes (11/05/2011)

CANNES, França - Bernardo Bertolucci manifestou nesta quarta-feira seu desejo de que a Palma de Honra que receberá no Festival de Cannes seja entregue por Robert De Niro, presidente do júri, que ele dirigiu em "1900".

"Seria bom. Bob é lacônico, vamos ver se ele vai dizer algumas palavras", disse o diretor italiano durante uma entrevista coletiva à imprensa. A Palma de Honra deve ser entregue durante a cerimônia de abertura do festival nesta quarta-feira à noite.

Bernardo Bertolucci, de 70 anos, que se locomove em uma cadeira de rodas, é o primeiro cineasta a receber o prêmio, criado em ocasião da 64ª edição e que será entregue todos os anos a um importante diretor que nunca ganhou a Palma de Ouro.

Bertolucci, que terá uma versão restaurada do seu "O Conformista" (1970) exibida durante o festival, contou que em 1976 não quis apresentar "1900" ("Novecento") à seleção de Cannes porque o filme era um "monstro" de cinco horas. "Depois Costa Gavras, que era presidente do júri, me disse: 'Porque você não estava em competição? Teríamos dado a você a Palma de Ouro!".

"Há um ano, eu estava certo de que não faria mais um filme", declarou Bernardo Bertolucci, perguntado sobre seu projeto de longa-metragem em 3D baseado no romance "Eu e você", do escritor italiano Niccolo Ammaniti.

Mas "eu assisti ao 'Avatar', gostei de 'Avatar'", acrescentou, perguntando-se por que o 3D está limitado aos filmes de terror ou de ficção científica. "Se 'Oito e meio' (de Federico Fellini) estivesse em 3D, isso não seria bom?", disse.

"Comecei a perceber que mesmo em uma cadeira de rodas podia imaginar os deslocamentos de câmera, principalmente de dolly (travelling ou grua de aproximação)", disse, antes de acrescentar : "Se vocês assistirem aos meus filmes, sempre há movimentos de dolly. Por isso fui punido".