19/09/2011 - 12h13

Glenn Close afirma que ficaria feliz com indicação ao Oscar

<a href="http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/"><img src="http://n.i.uol.com.br/ultnot/home/afp.gif" border="0"></a>
  • A atriz Glenn Close ganhou neste domingo (18) o prêmio Donostia por sua carreira no festival de San Sebastián, na Espanha

    A atriz Glenn Close ganhou neste domingo (18) o prêmio Donostia por sua carreira no festival de San Sebastián, na Espanha

SAN SEBASTIÁN, Espanha, 18 Set 2011 (AFP) -A atriz americana Glenn Close afirmou neste domingo (18) que ficaria feliz com uma indicação ao Oscar por seu papel em "Albert Nobbs", filme exibido no Festival de San Sebastián.

"Seria maravilhoso ser indicada. Estou há muito tempo sem uma indicação", declarou Close, sorridente, na entrevista coletiva posterior à exibição do filme, dirigido pelo colombiano Rodrigo García, filho do Nobel de Literatura Gabriel García Márquez.

A atriz, de 64 anos, recebeu neste domingo o prêmio Donostia pela carreira, já concorreu cinco vezes ao Oscar, a última delas em 1989 por "Ligações Perigosas".

Em "Albert Nobbs" ela interpreta uma mulher que se passa por homem para sobreviver na Irlanda do fim do século XIX.

"É uma história sobre a sobrevivência", disse a atriz, que explicou ter demorado 15 anos para levar o projeto ao cinema. A americana, atualmente protagonista da série de TV "Damages", também é produtora e uma das roteiristas do filme.

Close já havia interpretado Nobbs no teatro em 1982. Na exibição para a imprensa, o filme foi muito aplaudido neste domingo.