UOL Entretenimento Cinema
 
14/08/2008 - 13h28

Clooney e Pitt são idiotas em "Queime Depois de Ler", dos irmãos Coen

Ansa

ROMA, 14 AGO - Uma coisa é certa, em "Queime Depois de Ler", comédia de humor negro dos irmãos Joel e Ethan Coen que irá abrir o 65o Festival de Cinema de Veneza, os galãs George Clooney e Brad Pitt serão dois perfeitos cretinos.

"Todos os personagens desse filme serão idiotas, mas não totalmente desprezáveis", admitiram por sua vez os próprios irmãos Coen.

"Apesar da ambientação em Washington, na realidade o filme conta a história de pessoas incrivelmente cretinas que fazem coisas extremamente estúpidas relacionadas com sexo e outras coisas. O que torna tudo mais interessante é que não se tratam de políticos", explicou Clooney.

"Meu personagem não é, portanto, muito diferente dos outros idiotas que interpretei para filmes anteriores dos irmãos Coen. É um personagem triste e idiota, mas tem também um lado cruel e brutal que não tinha por sua vez em Everett de 'E aí, Meu Irmão, Cadê Você?' (2000). Quando li o roteiro dei muitas risadas, é absolutamente louco e aceitei na hora", continuou Clooney.

"Queime Depois de Ler" começa com Osborne Cox (John Malkovich) demitido da CIA. Sua esposa Katie (Tilda Swinton) está desconcertada com a notícia mesmo tendo a tempos uma relação clandestina com Harry Pfarrer (George Clooney), um xerife federal casado, e estar pensando seriamente em deixar o marido para ficar com ele. Enquanto isso, na periferia de Washington, a funcionária da academia Hardbodies Fitness Centers, Linda Litzke (Frances McDormand) não consegue se concentrar em seu trabalho. Não consegue parar de pensar em sua próxima cirurgia estética e comenta seu sonho com o colega Chad Feldheimer (Brad Pitt).

Linda sabe bem que o diretor da academia, Ted Treffon (Richard Jenkins) a ama mesmo sabendo que ela organiza encontros via internet com outros homens. No entanto, quando um CD da CIA contendo material secreto acaba por acaso nas mãos de Linda e Chad, a dupla descobre estar disposta a tudo para tirar o melhor proveito da situação.

"O filme conta a história de pessoas que atravessam a típica crise da meia idade, tanto profissional, pessoal ou sexual. Tudo isso se entrelaça depois com questões de segurança nacional. E é isso que torna o filme uma fábula política. A trama toca a CIA e o mundo das academias e do fitness a todo custo, e conta o que acontece quando estes dois mundos se cruzam e se enfrentam", disse Joel Coen.

Brad Pitt também comentou a debilidade intelectual de seu personagem dizendo: "não imaginava que meu personagem seria um cretino total que masca chiclete, bebe Gatorade até não poder mais, e tem um cérebro queimado de tanto escutar iPod. Meu comentário para Joel e Etha foi 'é um cretino total', mas no fundo no fundo tem um grande coração. Posso defini-lo como um alpinista social, uma pessoa que tenta desesperadamente fazer carreira".

Já o ator John Malkovich comentou sobre o filme: "esperem um filme divertido que abre uma janela original para o mundo olhando-o de maneira não muito direita".

Veja tamb�m

Carregando...

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host