UOL Entretenimento Cinema
 
10/09/2008 - 20h06

Ricardo Darín nega ser representante mundial do cinema argentino

Da Ansa

SANTIAGO DO CHILE, 10 SET - O ator e diretor Ricardo Darín descartou hoje ser um representante do cinema argentino no mundo, por considerar que essa não é uma atitude humilde.

"Eu não sinto que represente o cinema do meu país. Seria muito arrogante da minha parte querer isso. Em meu país produzem filmes bons e ruins e eu pude participar de alguns bons e alguns ruins", disse Darín no Chile, onde está rodando "El baile de la Victoria", do espanhol Fernando Trueba.

"Se você produziu parte das histórias e filmes na última década que foram representativos, de alguma forma, querendo ou não, voluntária ou involuntariamente, seu rosto aparece como emblemático", declarou o ator.

Questionado sobre o grande número de propostas que recebe para atuar, Darín manteve a postura humilde: respondeu que se sente sortudo, mas descartou ser um "George Clooney".

A passagem do ator argentino pelo Chile coincidiu com a estréia, amanhã, do filme argentino "XXY", filme de Lucía Puenzo no qual Darín interpreta o pai de uma jovem hermafrodita.

Veja tamb�m

Carregando...

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host