UOL Entretenimento Cinema
 
31/10/2008 - 15h04

Festival de Roma é "muito chato", diz jornal alemão

BERLIM, 31 OUT (ANSA) - O 3º Festival de Cinema de Roma perdeu o "esplendor dos anos passados", escreveu hoje o jornal alemão Tagesspiegel.

"Nas edições passadas, alguns pensavam que o Festival de Roma poderia roubar o lugar do Festival de Veneza. Agora, o evento aparece redimensionado de maneira improvisada", declarou a publicação, acrescentando que os filmes apresentados no festival romano eram "chatos de morrer".

Segundo o jornal, a causa dessa miséria seria a política da "nova administração pós-fascista da capital italiana".

"O novo prefeito de Roma, Gianni Alemanno, nomeou o sábio italiano da crítica cinematográfica Gian Luigi Rondi, de 86 anos, para conduzir o festival, para que o tornasse autóctone e italiano", escreveu o jornal.

Para a publicação, o filme que abriu o festival, "L'uomo che ama", de Maria Sole Tognazzi, demonstrou bem essa nova visão: "autóctone e italiano, mas também chato de morrer", comentou.

Veja tamb�m

Carregando...

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host