UOL Entretenimento Cinema
 
18/10/2009 - 19h11

Documentário sobre tráfico de órgãos no Brasil é apresentado em Festival de Roma

ANSA
ROMA, 18 OUT (ANSA) - Um documentário italiano sobre o tráfico de órgãos no Brasil e em outras partes do mundo estreou hoje na quarta edição do Festival Internacional de Cinema de Roma, em uma seção fora de concurso.

Dirigido por Roberto Orazi, "H.O.T. (Human Organ Traffic)" foi promovido pela Universidade de Berkeley que se dedica ao estudo do tema no Brasil, Índia, Nepal, África do Sul, China e Turquia. O roteiro é do jornalista Alessandro Gilioli, que abordou o assunto em reportagens na imprensa italiana.

Por meio de câmeras ocultas e falsos compradores de órgãos, o filme denuncia a atividade dos traficantes e a cumplicidade de cirurgiões, governos, máfias internacionais, agências de turismo e bancos especializados em lavagem de dinheiro.

No Brasil, a produção, que tem uma hora de duração, visitou favelas de Recife. A questão do tráfico de órgãos no país em filmes não é uma novidade. Em 2006, foi lançada a ficção "Turistas", que mostrava a história de jovens estrangeiros passando férias no litoral brasileiro, viagem que termina em rapto, morte e tráfico de órgãos.

Ao comentar a produção de Orazi, o senador do italiano Partido Democrata (PD) Ignazio Marino advertiu que "a venda de órgãos é um crime que não pode ser tolerado, e para isso são necessárias severas medidas".

O Festival de Roma, que começou na última quinta-feira, será encerrado na próxima sexta-feira.

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo

    Hospedagem: UOL Host