UOL Entretenimento Cinema
 
30/06/2008 - 21h22

Morre, aos 83 anos, o protagonista do filme "El Violín"

México, 30 jun (EFE) - O músico mexicano Ángel Tavira, que estreou há três anos como ator no cinema com o filme "El Violín" (2005), morreu hoje em Cidade do México aos 83 anos por falência renal, anunciaram seus parentes.

Sua estréia nas telonas fez com que ganhasse o prêmio de melhor ator na seção Un Certain Regard do Festival de Cannes 2006, entre outras premiações internacionais.

"El Violín", estréia do mexicano Francisco Vargas, conta a história de Don Plutarco (Ángel Tavira), um violinista camponês manco, cujo filho é perseguido pelo Governo federal por fazer parte da guerrilha.

O ator, que deixa 12 filhos e foi casado duas vezes, morreu às 8h (10h em Brasília) em um hospital do sudeste da capital mexicana, informou seu primo Javier Tavira.

Ele foi internado no hospital em 22 de junho em decorrência de um quadro de infecção renal e pulmonar, e embora seu estado não fosse grave, a situação se complicou devido a diabetes da qual sofria.

Ángel Tavira era descendente de Juan Bartola Tavira, de quem herdou o gosto pela música, o que o levou a tocar o violino aos seis anos.

O violinista perdeu a mão direita aos 13 anos em um acidente, mas manteve o gosto pelo instrumento.

Como músico, dirigiu o grupo Hermanos Tavira Band.

Seu primeiro encontro com as câmeras foi em 2004, no documentário "Tierra caliente", também de Francisco Vargas.

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo

    Hospedagem: UOL Host