UOL Entretenimento Cinema
 
19/04/2011 - 11h25

"O Abismo Prateado", filme do brasileiro Karim Ainouz, é selecionado para mostra do Festival de Cannes

  • O diretor Karim Aïnouz durante as filmagens de O Céu de Suely, em imagem de 2006

    O diretor Karim Aïnouz durante as filmagens de "O Céu de Suely", em imagem de 2006

PARIS - O filme brasileiro "O Abismo Prateado", do diretor Karim Ainouz, foi selecionado para a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. A Quinzena dos Realizadores, uma das mostras paralelas do festival, tem como meta descobrir filmes de jovens autores e saudar as obras de diretores reconhecidos.

Frederic Boyer, diretor da mostra criada pela Sociedade de Realizadores de Filmes (SRF) depois de maio de 1968, celebrou o fato de que "Impardonnables", do premiado cineasta francês André Téchiné, 66 anos, integre o programa oficial, ao lado de obras de jovens diretores.

Boyer também anunciou que o cineasta iraniano Jafar Panahi, preso, será homenageado com um prêmio especial.

Panahi, 51 anos, que venceu a Camera d'Or em 1995 em Cannes por "O Balão Branco", o Urso de Prata em Berlim em 2006 por "Fora do Jogo" e o Leão de Ouro em Veneza em 2000 por "O Círculo", está preso no Irã por "propaganda contra o regime".

O diretor iraniano também foi proibido de filmar, o que segundo Boyer equivale a uma "pena de morte". Desde 2002, a SRF rende tributo a um diretores consagrados. Já foram premiados Clint Eastwood (2003), Nanni Moretti (2004), David Cronenberg (2006), Jim Jarmusch (2008) e Agnes Varda (2010), entre outros.

A participação do Brasil em Cannes também inclui o filme "Trabalhar Cansa", de Juliana Rojas e Marco Dutra, na mostra oficial Um Certo Olhar, além do curta-metragem "Permanências", de Ricardo Alves Junior, na Semana da Crítica.

Veja também

Carregando...

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host