05/05/2011 - 19h33

Roteiro de "Atividade Paranormal 3" deve se passar nos anos 80

  • Cena do filme de terror ''Atividade Paranormal'', que iniciou nova franquia de suspense

    Cena do filme de terror ''Atividade Paranormal'', que iniciou nova franquia de suspense

LOS ANGELES, EUA - A aterrorizante saga de "Atividade Paranormal" terá uma terceira sequência pelas mãos dos diretores Henry Joost e Ariel Schulman, informou nesta quinta-feira a revista especializada "Variety".

Joost e Schulman são conhecidos na indústria por seu trabalho à frente do documentário "Catfish" (2010), candidato aos prêmios da Associação da Sociedade de Críticos na Internet dos Estados Unidos, que arrecadou US$ 3,5 milhões no mundo todo e se transformou em uma grande sensação devido às dúvidas em torno da autenticidade de seu material.

O diretor da primeira parte de "Atividade Paranormal", Oren Peli, será o produtor ao lado de Jason Blum, enquanto Steven Schneider e Akiva Goldsman serão os produtores executivos. O roteirista da segunda parte, Christopher B. Landon, repetirá sua colaboração nesta terceira sequência, cuja estreia está prevista pela Paramount Pictures para 21 de outubro.

"Atividade Paranormal" custou US$ 15 mil e se transformou no sucesso independente de 2009 após arrecadar US$ 193 milhões. O filme conta a história de um jovem casal que se muda para San Diego e que suspeita que uma presença demoníaca habita sua nova casa. Assustados pelos estranhos fatos que acontecem em sua volta, eles decidem gravar em vídeo todos os acontecimentos dentro da casa, inclusive pela noite.

O segundo filme, com um orçamento de US$ 3 milhões, arrecadou US$ 176 milhões no mundo todo, enquanto o terceiro, segundo publicou a imprensa especializada, deve contextualizar o roteiro nos anos 1980 e superar a audiência do passado.