UOL Entretenimento Cinema
 
06/05/2011 - 17h24

"Noi credevamo", de Mario Martone, conquista 7 prêmios no "Oscar italiano"

  • Cena do filme Noi credevamo

    Cena do filme "Noi credevamo"

ROMA, Itália - O filme "Noi credevamo", do diretor Mario Martone, triunfou nesta sexta-feira nos prêmios David de Donatello da Academia de Cinema italiano ao conquistar sete estatuetas, entre elas a de melhor filme e a de melhor roteiro.

Elio Germano recebeu o prêmio de Melhor Ator por seu papel em "La Nostra Vita", pelo qual já garantiu o prêmio de interpretação masculina no Festival de Cannes - compartilhado com o espanhol Javier Bardem - e Paola Cortellesi como melhor atriz por "Nessuno Mi Può Giudicare".

O prêmio de melhor direção foi para Daniele Luchetti por "La Nostra Vita", enquanto o de melhor diretor revelação foi para Rocco Papaleo por "Basilicata Coast to Coast".

O júri italiano escolheram também "O Discurso do Rei", dirigida por Tom Hooper, como melhor filme da União Europeia, e "Além da Vida", de Clint Eastwood, como Melhor Filme Estrangeiro.

O filme de Martone (Nápoles, 1959) conquistou com "Noi credevamo", uma história sobre a unificação italiana, sete das 13 estatuetas que concorria, e se tornou no grande vencedor da noite. A produção levou, junto com o melhor filme e melhor roteiro, as estatuetas de direção de fotografia (Renato Breta); cenografia (Emita Frigato); figurino (Ursula Patazak); maquiagem (Vittorio Sodano) e cabeleireiro (Aldo Signoretti).

Veja também

Carregando...

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host