19/05/2011 - 13h06 / Atualizada 19-05-2011

Kirsten Dunst diz que ninguém pode dizer "brincando" que é nazista

  • Kirsten Dunst posa para fotos após sessão de "Melancolia", de Lars Von Trier

    Kirsten Dunst posa para fotos após sessão de "Melancolia", de Lars Von Trier

CANNES, França - A atriz Kirsten Dunst, protagonista de "Melancolia", o filme apresentado em Cannes por Lars Von Trier, considerado nesta quinta-feira persona non grata pelo Festival de Cannes por suas declarações de teor nazista, considera que ninguém pode dizer "brincando" que é nazista.

Dunst se negou a fazer declarações mais aprofundadas a vários meios de comunicação, entre eles a Agência Efe, sobre os comentários feitos pelo diretor na entrevista coletiva de apresentação do filme.

"Eu entendo Hitler, embora compreenda que fez coisas equivocadas. Só estou dizendo que entendo o homem, não é o que chamaríamos de um bom homem, mas simpatizo um pouco com ele", disse Von Trier nesta quarta-feira para a imprensa internacional.

Hoje, diante da insistência da imprensa, Dunst opinou que não se pode fazer brincadeiras sobre assuntos como o nazismo, após afirmar que faz parte da personalidade do diretor fazer piadas frequentemente.

Com relação à decisão do Festival de Cannes de declarar Von Trier persona non grata - o que não significa que seu filme ficará excluído da competição - Dunst disse: "depende do festival, tem que perguntar a eles o que pensam sobre o assunto".

"Pelo menos estamos na competição e seremos julgados pelos méritos do filme", acrescentou a atriz.

A outra protagonista de "Melancolia", a atriz francesa Charlotte Gainsbourg, que havia programado conceder entrevistas em Cannes, cancelou sua agenda alegando estar "indisposta", segundo a agência de comunicação encarregada de marcar os compromissos.