UOL Entretenimento Cinema
 
08/06/2011 - 17h47

Cine Ceará começa hoje com filme sobre integrantes de orquestra

  • Cena do filme O Coro

    Cena do filme "O Coro"

SÃO PAULOS - O filme "O Coro" do diretor brasileiro Werner Schumann será o projeto responsável de inaugurar a 21ª edição do festival de cinema ibero-americano Cinema Ceará, que abre as portas ao público nesta quarta-feira em Fortaleza com um olhar especial ao País Basco.

Filmado em preto e branco e inédito no Brasil, "O Coro" estreou no ano passado no Festival de Cinema de Mar del Plata, o mais importante da América Latina, e é um retrato social contado através da vida dos integrantes de uma orquestra sinfônica de Curitiba.

O trabalho é um filme alinhado aos conflitos dos diferentes personagens e aborda a arte desde a perspectiva do vínculo que une as pessoas com diversas inquietações.

Nesta edição, nove longas-metragens inéditas (no Brasil) são apresentados no concurso entre eles "Todos Teus Mortos" do colombiano Carlos Moreno e "Pássaros de Papel", a estreia cinematográfica do espanhol Emilio Aragón, artista conhecido por sua longa trajetória no mundo da televisão e no circo, precisou à Agência Efe uma fonte da organização.

Também concorre na mostra "Bicicleta, Maçã, Colher", documentário que narra a luta contra o Alzheimer do ex-presidente da Generalitat (Governo regional) da Catalunha Pasqual Maragall.

Dirigido por Carles Bosch, o filme, que conquistou o prêmio Goya, o mais prestigioso do cinema espanhol, por Melhor Documentário em fevereiro, pretende ser um testemunho das experiências de Maragall, prefeito de Barcelona quando a cidade sediou os Jogos Olímpicos em 1992, após conhecer seu diagnóstico.

Dentro do festival Cinema Ceará, que vai até o dia 15, serão projetados mais de cem trabalhos cinematográficos como os incluídos na homenagem ao diretor de documentários brasileiro Eduardo Coutinho, além de uma seção dedicada à religiosidade no cinema.

Veja mais

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host