21/06/2011 - 09:52 - Atualizado em: 21/06/2011 - 10:00

Filmes de Portugal e Brasil poderão concorrer aos prêmios Goya

Reuters News-image

Ator espanhol Javier Bardem com o troféu vencido na categoria "Melhor Ator" nos prêmios Goya em Madri, na Espanha (13/02/2011)

Madri, 21 jun - A Academia de Cinema da Espanha anunciou nesta terça-feira em seu perfil no Twitter algumas reformas para os próximos prêmios Goya, entre elas a transformação da categoria melhor filme hispano-americano em melhor filme ibero-americano, integrando Portugal e Brasil.

Desta forma, os Goya se abrem à língua portuguesa, incluindo os longas-metragens provenientes destes países.

Outra mudança é a proibição da premiação de jovens que completem 16 anos depois de 31 de dezembro de 2011. A justificativa é que "os garotos que ganhavam um Goya passavam a ser membros ativos da Academia, o que envolve circunstâncias legais que não podem ser exigidas de um menor".

Na 25ª edição dos Goya, Francesc Colomer, nascido em 1997, e Marina Comas, em 1996, levaram o prêmio de melhor ator e atriz revelação por "Pa Negre" ("Pão Negro"), quando tinham menos de 16 anos.