Antonio Banderas posa para promover filme "A pele que habito", de Pedro Almodóvar, em Cannes

Antonio Banderas posa para promover filme "A pele que habito", de Pedro Almodóvar, em Cannes

15/08/2011 - 17h37

Almodóvar exibirá "A Pele que Habito" no Festival de Cinema de Nova York

<a href=http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/><img src=http://n.i.uol.com.br/ultnot/home/efe.gif border=0></a>

Nova York, 15 ago (EFE).- O Festival de Cinema de Nova York (NYFF) anunciou nesta segunda-feira que realizará na edição deste ano uma cerimônia especial para apresentar "A Pele que Habito", o novo filme do cineasta espanhol Pedro Almodóvar, que participará pela nona vez deste certame.

"A Pele que Habito", protagonizado por Antonio Banderas, Elena Anaya e Marisa Paredes, será exibido no dia 12 de outubro em uma sessão especial da mostra na sala Alice Tully Hall de Manhattan, segundo um comunicado da Sociedade Cinematográfica do Lincoln Center, que organiza ao evento desde 1963.

Baseado no livro "Mygale" ("Tarântula"), do francês Thierry Jonquet, o longa mais recente de Almodóvar relata a obsessão de um cirurgião plástico (Banderas) por criar uma nova pele resistente à qualquer agressão.

"Fascinado pela tênue linha que se encontra entre a nossa percepção com relação a uma pessoa e sua essência interior, Almodóvar trata neste filme esse tema recorrente em seu trabalho de maneira inteligente e por meio da inquietante prospecção da identidade", disseram os responsáveis do festival no comunicado.

"A Pele que Habito" será exibido em uma cerimônia especial que os responsáveis do certame acrescentaram pela primeira vez as de inauguração e de encerramento, assim como a que dedicam sua peça central.

O cineasta espanhol, ao que organização apontou como "veterano do NYFF", retornará a mostra depois de ter participado há dois anos quando encerrou a edição de 2009 com "Abraços Partidos".

Almodóvar estreou em Nova York em 1988 com "Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos" e nos últimos anos apresentou no festival "A Flor do meu Segredo" (1995), "Carne Trêmula" (1997), "Tudo sobre minha Mãe" (1999), "Fale com Ela" (2002), "A Má Educação" (2004) e "Volver" (2006).

Os responsáveis do NYFF também informaram que dedicarão uma cerimônia especial ao diretor canadense David Cronenberg que exibirá "A Dangerous Method", que concorre ao Leão de Ouro da Mostra de Veneza.

O filme, passado na Áustria no início da I Guerra Mundial e inspirada na obra teatral "The Talking Cure", conta a história da relação entre o psiquiatra e depois dissidente suíço Carl Gustav Jung (Michael Fassbender) com seu mentor Sigmund Freud (Viggo Mortensen) e a psicanalista Sabina Spielrein (Keira Knightley).

"Estamos contentes em dar as boas-vindas pela primeira vez a Cronenberg e mais uma vez a um de nossos amigos mais próximos, Pedro Almodóvar. É um prazer levar ao público os novos trabalhos dos dois artistas mais ousados do cinema contemporâneo", assinalou o presidente do festival, Richard Peña, no mesmo comunicado.

O NYFF começa no dia 30 de setembro com "Carnage", uma co-produção europeia com participação espanhola, dirigida pelo franco-polonês Roman Polanski e interpretada por Jodie Foster, Kate Winslet, Christoph Waltz e John C. Reilly.

"Carnage", baseado na obra da escritora francesa Yasmina Reza "Dieu du Carnage", foi adaptada para o cinema pelo próprio Polanski, que trabalhou no roteiro durante a prisão domiciliar que cumpriu na Suíça após ter sido acusado nos Estados Unidos de ter mantido relações sexuais com uma menor há 33 anos.

A peça central do certame será "My Week with Marilyn", de Simon Curtis e protagonizada por Michelle Williams, Kenneth Branagh e Catherine Zeta-Jones. Ainda não foi divulgado o filme que encerrará o NYFF 2011, no dia 16 de outubro.