22/08/2011 - 16h36

Livraria que inspirou "Um Lugar Chamado Notting Hill" fecha após 32 anos

<a href=http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/><img src=http://n.i.uol.com.br/ultnot/home/efe.gif border=0></a>

Londres, 22 ago (EFE).- A livraria que inspirou o popular filme "Um lugar Chamado Notting Hill" fechará após 32 anos, apesar de ter se transformado em uma grande atração turística da capital britânica.

The Travel Bookshop, localizada no pitoresco bairro de Notting Hill, deixará em duas semanas de vender biografias de exploradores, livros de viagens, informou um funcionário da loja à Agência Efe.

O colorido estabelecimento se transformou em um lugar de peregrinação para os milhares de fãs do filme, que arrecadou após sua estreia em 1999 mais de 253 milhões de euros no mundo todo.

A comédia romântica conta a inesperada história de amor entre uma famosa atriz, interpretada por Julia Roberts, e o livreiro londrino William Thacker, vivido por Hugh Grant.

O casal se conhece quando a estrela de Hollywood entra na livraria, que no filme é propriedade do desorientado Thacker, para comprar um livro sobre a Turquia. Embora no filme não tenha utilizado o local que agora fecha as portas, The Travel Bookshop serviu de inspiração para seus roteiristas, o que a transformou rapidamente em um dos pontos turísticos do bairro londrino que aumentou seus aluguéis após a visibilidade gerada pelo filme.

Ao contrário das dezenas de livrarias locais, que foram obrigadas a fechar após o sucesso das vendas online e da concorrência das grandes cadeias, o estabelecimento decidiu fechar as portas porque o filho do proprietário, que há 25 anos reside na França, não quis dar continuidade ao negócio.