UOL Entretenimento Cinema
 
14/09/2011 - 16h48

Oliver Stone comemora 65 anos enquanto filma "Savages"

  • O diretor Oliver Stone na première de South Of The Border em Londres (19/7/2010)

    O diretor Oliver Stone na première de "South Of The Border" em Londres (19/7/2010)

Los Angeles (EUA), 15 sep (EFE).- O polêmico diretor Oliver Stone completa nesta quinta-feira 65 anos enquanto roda seu novo filme "Savages", uma aposta comercial empenhada em retratar a sociedade americana e líderes latinos como Fidel Castro e Hugo Chávez.

Um dos principais nomes do cinema americano das últimas décadas, Stone já ganhou três Oscars, dois como melhor diretor - "Platoon" (1986) e "Nascido em 4 de Julho" (1989), e um como melhor roteiro adaptado, por "O Expresso da Meia-Noite" (1978).

Este roteiro foi apenas o seu terceiro trabalho, depois de escrever um curta sobre a Guerra do Vietnã e um thriller protagonizado por Michael Caine, chamado "Seizure".

Apesar de conhecido pelo grande público por sua direção, foram os roteiros que levaram o cineasta nova-iorquino para Hollywood. Clássicos como "Conan, o Bárbaro" (1982) e "Scarface" (1983) fizeram de Oliver Stone um forte nome na indústria cinematográfica, atraindo a confiança dos estúdios em seu trabalho.

O longa "Salvador" (1986) foi o primeiro projeto que permitiu um envolvimento total de Stone - que escreveu, dirigiu e produziu a história do assassinato do arcebispo Oscar Romero na ditadura de El Salvador em 1980.

O interesse do diretor pela política americana, antes expressa através da Guerra do Vietnã, se fixou nos presidentes do país retratando o assassinato de Kennedy em "JFK - A Pergunta que Não Quer Calar", a queda de Richard Nixon ("Nixon") e a juventude de George W. Bush ("W") antes de se expandir para as questões da America Latina.

Entre 2003 e 2004 lançou os documentários "Comandante" e "Ao Encontro de Fidel", uma seleção de mais de 30 horas de entrevistas com Fidel Castro e dissidentes cubanos, projeto que nasceu com a idéia de realizar um perfil sobre o líder revolucionário.

Em 2009 foi a vez de "Ao Sul da Fronteira", uma viagem de Stone à América do Sul em 2008 para contar a ascensão ao poder do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e de outros dirigentes responsáveis pelas mudanças na região.

Nesse trabalho, o cineasta conversa também com Lula, Evo Morales, Cristina Kirchner, Fernando Lugo, Rafael Correa e Raúl Castro.

Na mesma época produziu dois de seus filmes mais comerciais e ambiciosos, "Um Domingo Qualquer" (1999) e "Alexandre" (2004) além do reflexivo "As Torres Gêmeas" (2006) sobre os atentados de 11 de Setembro.

Agora, Oliver Stone se concentra em conquistar o público com "Savages", que conta a história de dois amigos cultivadores de maconha que são sequestrados por traficantes mexicanos. No elenco, estão confirmados Blake Lively, Salma Hayek, John Travolta, Uma Thurman e Benicio del Toro.(por Antonio Martín Guirado)

Veja mais

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host