UOL Entretenimento Cinema
 
30/09/2011 - 14h02

Spielberg diz que Harrison Ford pode interpretar Indiana Jones até os 90 anos

Antonio Martín Guirado
De Los Angeles
  • O ator Harrison Ford em cena do filme Indiana Jones - E Os Caçadores da Arca Perdida de 1981

    O ator Harrison Ford em cena do filme "Indiana Jones - E Os Caçadores da Arca Perdida" de 1981

Steven Spielberg se prepara para lançar dois filmes no final do ano ("As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne" e "Cavalo de Guerra") e aproveita o momento para refletir sobre sua carreira e vislumbrar desafios futuros - para ele e seus colaboradores mais próximos.

"Acho que Harrison Ford pode viver Indiana Jones até com 90 anos, embora para isso só possa comer purê", disse à Agência Efe o cineasta de 64 anos, acrescentando que gostaria de dirigir até o fim da vida.

"Veja Clint Eastwood. Tem 81 anos e faz filmes fascinantes", elogiou o diretor nascido em Cincinnati, que acredita que a fórmula do sucesso de Indiana Jones, criado por ele e George Lucas, é sua afinidade com o público.

"As pessoas gostam deste tipo de fantasia que te leva a lugares e cenários nunca vistos. É um herói meio ranzinza; um sobrevivente que se machuca e sofre, se parece mais com uma pessoa de verdade do que com um super-herói", considerou.

Por enquanto, as preocupações do diretor estão em seus dois novos filmes totalmente diferentes que estream em dezembro nos cinemas americanos com apenas quatro dias de intervalo.

"As Aventuras de Tintim" é visualmente mais ousado, aposta no 3D e na técnica de "captura de movimento", enquanto "Cavalo de Guerra" tenta emocionar o espectador assim como fez o premiado "E.T." (1982) e "Império do Sol" (1987).

Essa mistura de grandes projetos com outros mais emotivos não é proposital, segundo o diretor. "Não busco as histórias, as histórias é que me encontram. Não imaginava dirigir muitos de meus filmes", frisou.

E que objetivos tem alguém que já conseguiu tudo? Spielberg diz que ainda tem muitas metas e que gostaria de dirigir uma história de amor, um musical e uma comédia, mas para isso precisa achar o material adequado.

"Atualmente tenho mais energia do que há 20 anos e não sei como conciliar essa realidade com minha idade física", declarou.

"Estes anos foram como um treino enquanto criava meus filhos, pois este é um esforço muito maior do que dirigir filmes. Ao mesmo tempo meu apetite por contar histórias aumentou; adoro fazer filmes e descobrir o que significa cada um deles", comentou.

Spielberg soa sincero em suas respostas. Inclusive quando garante que o que mais o satisfaz em todo o processo é ver que o público se diverte com suas criações
"Essa resposta do público te lembra que os muitos anos de trabalho duro não foram à toa. Ver esse entusiasmo é uma sensação da qual nunca vou me cansar", concluiu.

Veja mais

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host