11/10/2011 - 14h59

Polícia sueca dá como morto diretor desaparecido Daniel Lind Lagerlöf

<a href=http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/><img src=http://n.i.uol.com.br/ultnot/home/efe.gif border=0></a>
  • Cineasta sueco Daniel Lind Lagerlöf

    Cineasta sueco Daniel Lind Lagerlöf

Copenhague, 11 out (EFE).- A Polícia sueca encerrou nesta terça-feira a busca pelo diretor de cinema, roteirista e produtor Daniel Lind Lagerlöf, de 42 anos, desaparecido desde o dia 6 de outubro na zona litorânea ao oeste da Suécia, e o declarou morto.

Lagerlöf estava visitando a reserva natural de Tjurpannan com outras duas pessoas em busca de locações para seu próximo filme. Quando deveria encontrar com seus companheiros, horas depois da caminhada, o diretor não apareceu.

"É de supor que tenha caído no mar e que seu corpo tenha afundado", disse Johan Hilding, um porta-voz da Polícia, ao site do jornal "Bohusläningen". Uma patrulha continuará vistoriando ao longo da linha do litoral nos próximos dias, na esperança de que apareça o corpo.

A Polícia desmentiu que o corpo achado no local no domingo pertencesse à Lagerlöf, autor de diversos filmes e produções para TV, que estava adaptando um romance de sua compatriota Camilla Lackberg para o cinema.