UOL Entretenimento Cinema
 
14/10/2011 - 07h21

Martin Sheen exalta orgulho de ser galego após estreia do filme "The Way"

David Valenzuela
De Nova York
  • Martin Sheen participa de première em Nova York, nos EUA (1/04/2009)

    Martin Sheen participa de première em Nova York, nos EUA (1/04/2009)

O veterano ator americano Martin Sheen nasceu em Ohio e, apesar de não falar galego nem espanhol, está orgulhoso em fazer parte da Galícia, terra onde nasceu seu pai há mais de um século e cenário de seu novo filme, "The Way", uma história que transcorre no Caminho de Santiago."Estou extremamente orgulhoso de ser galego", garantiu o ator em Nova York durante uma entrevista à Agência Efe, na qual reconheceu sua "admiração total" pela "personalidade" dos galegos, marcada, de acordo com o ator, "pela independência e determinação à sobrevivência aconteça o que acontecer na Espanha ou no mundo".

Sheen, de 71 anos, esteve em Nova York para promover "The Way", um filme que retrata a viagem de um peregrino americano pelo Caminho de Santiago de Compostela, sob a direção de seu filho Emilio Estévez, e que estreia neste sábado em vários cinemas dos Estados Unidos.

"Adoro a independência que se respira na Galícia e que desprendem os galegos. São espanhóis, mas têm um caráter muito independente e assim era meu pai", disse o ator, cujo nome real é Ramón Estévez, filho de um emigrante galego chamado Francisco Estévez, que se instalou, como tantos outros, nos Estados Unidos.

"Os galegos são alguns dos maiores exploradores do mundo e meu pai foi um deles", explicou o popular protagonista de filmes como "Apocalypse Now" ou séries de sucesso como "Nos Bastidores do Poder", que agora tem "a honra" de apresentar ao público americano um fragmento da terra de seu pai com "The Way".

Sheen reconhece que o filme é uma homenagem particular ao sangue espanhol que corre por suas veias e que pôde realizar em colaboração com o mais velho dos seus filhos, o também ator, diretor e roteirista Emilio Estévez.

"Eu conhecia o caminho e sabia que algum dia o seguiria, embora nunca imaginei que a maneira seria esta", explicou o ator sobre sua participação em um projeto que permitiu a sua família "fechar um círculo".

O artista visitou a Espanha pela primeira vez em 1969, com seus filhos Emilio e Ramón, e esteve na casa de seu pai na paróquia de Parderrubias, em Salceda de Caselas, um município espanhol na província de Pontevedra, onde dormiram "na mesma cama" na qual nasceu seu pai em 1898.

"A primeira mostra da minha herança espanhola começa com a escolha de nomes dos meus filhos: Emilio, Ramón e Carlos (Charlie Sheen). Todos têm nomes espanhóis e eu nunca mudei o meu oficialmente", disse o ator, reconhecendo, no entanto, que seus filhos encontraram sempre a maneira de chegar a suas raízes espanholas sozinhos.

Para Ramón foi a decisão de estudar em Madri o que o fez se "apaixonar" pelo país de seu avô, enquanto Emilio teve que esperar acontecer "The Way" para "perceber que vive como um galego".

"Meu filho se deu conta que, como muitíssimos galegos, cultiva seu próprio alimento e vinho, tem galinhas e abelhas, é um granjeiro orgânico. Na Galícia se sentiu em casa", explicou o ator, que além disso, tem um neto, Taylor, casado com uma espanhola e vivendo na cidade de Burgos.

"A conexão com a Espanha se completou com eles. É maravilhoso ver como todos realizam suas raízes espanholas", disse Sheen à Efe.

Em "The Way", Sheen se passa por um oftalmologista californiano que viaja para a França para recolher o corpo do seu filho, falecido quando começava a percorrer o Caminho de Santiago de Compostela.

Em vez de voltar aos EUA, o homem decide concluir a caminhada iniciada por seu filho, "um caminho interno e também real em busca de respostas", disse o ator.

Sheen se mostrou "muito impressionado" pela recepção que o público americano deu ao filme, que já pode ser visto em algumas sessões especiais e também beneficentes em várias cidades.

"Acho que no próximo ano terão muitos peregrinos dos Estados Unidos na Espanha, portanto, a indústria turística vai ficar muito feliz", explicou o ator, recomendando a todos realizarem "alguma peregrinação começando no coração até deixar para trás todos os aspectos negativos que levem dentro de si".

Veja mais

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host