04/11/2011 - 17h38

"Um Conto Chinês" ganha prêmio de Melhor Filme no Festival de Roma

<a href=http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/><img src=http://n.i.uol.com.br/ultnot/home/efe.gif border=0></a>

Roma, 4 nov (EFE).- A comédia argentina "Um Conto Chinês", dirigida por Sebastián Borensztein e protagonizada por Ricardo Darín, recebeu nesta sexta-feira o prêmio Marc'Auelio do júri como Melhor Filme da sexta edição do Festival Internacional de Cinema de Roma.

O filme, que se transformou em uma das estreias de maior bilheteria na Argentina neste ano, era a única produção da América Latina na mostra competitiva do festival.

"Um Conto Chinês" acompanha o cotidiano de Roberto (Darín), um homem rabugento, aborrecido e paranóico que gasta seus dias em uma serralheria de Buenos Aires contando os parafusos de cada caixa nova que recebe de seus provedores, até que sua vida é completamente transformada pela chegada de um chinês.

O filme de Borensztein levou também o Prêmio do Público de um festival que, além disso, reconheceu o veterano ator americano Richard Gere com o Prêmio Marc'Auelio pelo Conjunto da Obra.

O Prêmio de Melhor Atriz foi para a sueca Noomi Rapace pelo filme de terror norueguês "Babycall", dirigido por Pal Sletaune, enquanto o francês Guillaume Canet foi escolhido como Melhor Ator por seu papel no filme "Une Vie Meilleure", de Cédric Kahn.

O júri da seção oficial do Festival Internacional de Cinema de Roma estava presidido por Ennio Morricone e era formado, entre outros, pelas cineastas Susanne Bier e Carmen Chaplin e pela atriz Debra Winger.