UOL Entretenimento Cinema
 
26/11/2011 - 18h56

Famosa escola de cinema criada por García Márquez pede socorro

  • O escritor colombiano Gabriel García Márquez

    O escritor colombiano Gabriel García Márquez

Havana, 26 nov (EFE).- A tradicional Escola Internacional de Cinema e Televisão de Cuba (Eictv) afirmou neste sábado em sua página na internet que sua infraestrutura está à beira de um colapso e pediu ajuda econômica para continuar existindo.

A instituição, que tem 25 anos, fica em San Antonio de los Baños, localidade a cerca de 30 quilômetros de Havana. A escola foi criada em 1986 pelo escritor colombiano Gabriel García Márquez, o cineasta argentino Fernando Birri e o cubano Julio García Espinosa, com o apoio do então presidente da ilha, Fidel Castro.

"Após 25 anos, a infraestrutura da Eictv se encontra à beira de um colapso: edifícios, equipes, instalações de todo tipo estão deterioradas e a escola corre o perigo de reduzir suas atividades ao mínimo caso não consiga os recursos para modernizar seu patrimônio", afirma a nota.

O texto diz ainda que a instituição deve se adaptar às mudanças em Cuba, que passa por um processo de reformas econômicas realizadas pelo governo de Raúl Castro.

"Tudo isto faz com que a sociedade se modernize e simultaneamente se reduzam os subsídios governamentais", afirma a nota. Por isso, a escola pede doações internacionais. Além disso, o texto diz que a Eictv precisa gerar recursos próprios e diminuir suas despesas.

A meta da atual administração da instituição é criar um "Fundo Patrimonial de Amigos" com recursos econômicos públicos e privados que garantam "sua existência e perpetuidade".

A Escola Internacional de Cinema, presidida por García Márquez, é considerada um dos principais centros de estudo da sétima arte do mundo. Nos últimos 25 anos, ela formou mais de 750 pessoas de 50 países. Além disso, dez mil profissionais já participaram de suas oficinas.

Veja mais

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host