UOL Entretenimento Cinema
 
12/12/2011 - 16h38

Para Jude Law, Sherlock Holmes e Watson são "comparáveis aos personagens de Shakespeare"

  • Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.) e Dr. Watson (Jude Law) em cena de O Jogo das Sombras, segundo filme da franquia sobre o detetive

    Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.) e Dr. Watson (Jude Law) em cena de "O Jogo das Sombras", segundo filme da franquia sobre o detetive

Londres, 12 dez - Os atores Robert Downey Jr. e Jude Law voltam a dar vida ao detetive Sherlock Holmes e ao doutor Watson em uma aventura em que os dois investigadores são obrigados a salvar a Europa dos terríveis planos do professor Moriarty.

Trata-se de "Sherlock Holmes: O Jogo de Sobras", a sequência do filme do diretor Guy Ritchie inspirada no famoso personagem criado por Arthur Conan Doyle. Porém, no cinema, o detetive se destaca com uma linguagem e estética próximas aos filmes de ação.

"Reunimos uma grande equipe criativa e, cada um dos envolvidos, apresentou suas próprias ideias para criar um filme que agradasse o público e que nos parecesse emocionante", explicou Ritchie nesta segunda-feira, durante a apresentação do filme em Londres.

Nesta sequência, o diretor e os roteiristas do filme elaboraram uma trama que afasta Holmes de Baker Street, a rua londrina onde Doyle situou o famoso detetive britânico quando criou o personagem no final do século 19.

ASSISTA AO PRIMEIRO TRAILER DUBLADO DO FILME

Ajudados por uma cigana jogadora de cartas (Noomi Rapace), o investigador e seu assistente percorrem por toda França, Alemanha e Suíça para desarticular as ambições de Moriarty (Jared Harris), que nesta ocasião elaborou um plano para mudar o rumo da história europeia.

Sherlock Holmes, que possui fama de ser um dos investigadores mais habilidoso do cinema e da literatura, segue com seus dotes intactos em "O Jogo de Sombras". No entanto, o personagem evoluiu e agora mostra um grande talento nas artes marciais.

"Tratamos de fazer um filme mais físico que o primeiro. Neste sentido, queríamos dar um passo além", explicou Law, que, junto com Downey Jr., participou da maioria de cenas de perigo sem o uso de dublês. 

As ficções de Conan Doyle não carecem mais de direitos autorais na maioria dos países e já ganharam inúmeras e diferentes versões, algo que não inquietou os protagonistas do filme. 

"Sherlock e Watson são comparáveis aos personagens de Shakespeare, pois foram interpretados por centenas de atores durante muitos anos. Cada um faz da sua maneira, algo que a fonte original permite. Esta é simplesmente nossa interpretação", completou Law.

Downey Jr, por sua vez, ressaltou que uma parte importante do filme se baseia na "química" entre os dois atores protagonistas e no "tremendo respeito" que se possuem um pelo outro. 

Veja mais

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host