UOL Entretenimento Cinema
 
30/03/2010 - 16h22

Depois de ''Avatar'', Sam Worthington busca o estrelato em "Fúria de Titãs"

  • Sam Worthington, ator de ''Avatar'' e ''Fúria de Titãs'', participa de evento em Los Angeles, em imagem de janeiro de 2010

    Sam Worthington, ator de ''Avatar'' e ''Fúria de Titãs'', participa de evento em Los Angeles, em imagem de janeiro de 2010

LOS ANGELES  - O ator australiano Sam Worthington era novato desconhecido em Hollywood no ano passado, mas que estava ocupado divulgando seu papel no filme de ação "O Exterminador do Futuro - A Salvação".

Sete meses mais tarde, depois de participar do blockbuster de James Cameron "Avatar", Worthington tem seu nome ligado para sempre ao filme de maior bilheteria de todos os tempos.

Mesmo assim, o ator nascido na Inglaterra e criado na Austrália passa em grande medida despercebido fora de Hollywood, porque, em "Avatar", ele aparece principalmente como personagem animado, de pele azul.

Seu reconhecimento pelo público pode estar prestes a mudar a partir desta sexta, porém, graças a seu papel principal de Perseu em outra produção de grande estúdio, "Fúria de Titãs".

O ator de 33 anos disse à Reuters que o filme, remake de um longa de 1981 com o mesmo título, completa a "trilogia Sam Worthington", da juventude à idade adulta. A descrição pode ser um pouco exagerada, mas não há dúvida de que os três papéis representam sua passagem de ator desconhecido para astro em ascensão.

"É o final de minha trilogia na medida em que 'Exterminador' foi sobre um jovem que nasceu. Em 'Avatar', fiz Jake Sully como rapaz que vira adolescente e resiste aos caras fortões que querem maltratá-lo na escola. E 'Fúria dos Titãs' é sobre um adolescente problemático que tenta entender qual é seu lugar no mundo e que vira homem", explicou Worthington.

TRAILER DO FILME ''FÚRIA DE TITÃS''

Em uma ironia do estrelato moderno, o avanço na carreira de Worthington em Hollywood não se deveu a atuar com outros atores, mas a trabalhar sozinho diante de uma tela verde na qual imagens geradas por computador são colocadas mais tarde nos filmes repletos de ação como "Titãs", nos quais ele vem triunfando.

Com virtualmente nada diante dele exceto sua imaginação e alguns dublês, Worthington já lutou com robôs gigantes em "Exterminador", travou guerra com uma tribo de nativos azuis no planeta Pandora, em "Avatar", e agora, em "Titãs", será visto cavalgando o cavalo alado Pégaso.

Seus colegas atores ficam espantados. O veterano ator europeu Mads Mikkelsen, que faz o papel de Draco em "Titãs", diz que combater escorpiões gigantes "teria sido bem mais difícil se não tivéssemos 'Sam, o Especialista' no set". Worthington reage ao elogio com modéstia.

"Gosto de fazer esses filmes", disse ele. "Você deixa sua vaidade na porta da entrada, mergulha na história e, em sua cabeça, vai atacar um escorpião com 100 por cento de fúria. Isso traz para fora minha criança interior, e espero que faça o mesmo com o público."

Quando ele foi fotografado recentemente usando camiseta do Capitão América, a blogosfera ficou repleta de especulações de que ele pudesse representar o papel-título da versão de Hollywood do personagem de quadrinhos (desde então, o ator Chris Evans foi escolhido para o papel).

Agora, em suas entrevistas, Worthington passou a trajar camisetas de suas bandas favoritas - grupos de metal como Iron Maiden, Baroness, AC/DC, Pantera e Led Zeppelin, entre outros.

"Não tenho a ilusão de que as pessoas estejam olhando para mim, pessoalmente. Então, se é para divulgar alguma coisa, vou divulgar as bandas que amo", disse o ator.

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo

    Hospedagem: UOL Host