UOL Entretenimento Cinema
 
15/04/2010 - 15h53

Comédia explora química entre Aniston e Gerard Butler

  • Gerard Butler e Jennifer Aniston na comédia O Caçador de Recompensas

    Gerard Butler e Jennifer Aniston na comédia "O Caçador de Recompensas"

SÃO PAULO (Reuters) - Raramente há novidades em filmes do gênero comédia romântica. O espectador, que já conhece o casal protagonista, tem como certo o desfecho, independentemente de qual seja a história. Então, qual pode ser a atração de uma história cujo fim já se conhece?

Em "Caçador de Recompensas", é difícil negar que a resposta é a simpatia da dupla protagonista Jennifer Aniston (a, ainda, eterna "Friends") e Gerard Butler (de "300"). Eles dão voz e forma ao roteiro de Sarah Thorp (de "A Marca"), em uma produção um tanto irregular de Andy Tennant (de "Hitch - Conselheiro Amoroso" e "Doce Lar").

ASSISTA AO TRAILER DE "O CAÇADOR DE RECOMPENSAS"

Na trama, Nicole (Aniston) será presa a menos que compareça ao tribunal. Repórter ciosa de seu ofício, ela prefere seguir os palpites de sua fonte em vez de enfrentar o júri. Melhor para Milo (Butler), ex-policial e, aqui, caçador de recompensas, que dá uma oportunidade de entregar sua ex para a polícia e receber uma polpuda compensação.

No entanto, o crime que Nicole investiga tem como participantes os antigos colegas de polícia de Milo - o que ele ignora. Como complicador, ele ainda é cercado por capangas de agiotas, a quem deve uma pequena fortuna.

Sobram na tela as divertidas peripécias vividas pela dupla de protagonistas, com piadas que unicamente dependem da química - que é vigorosa - entre os atores, Aniston e Butler. Eles conseguem superar o roteiro e dar vida aos seus personagens, apesar das limitações dramáticas de ambos.

Não deixa de ser curiosa a trilha sonora da produção, com canções de Ke$ha (sim, é assim mesmo que se escreve), com uma nítida tônica adolescente. Embora comédias românticas sejam universais, esta, por exemplo, deve ser recomendada a um público específico: os fãs dos protagonistas. Sem eles, não haveria história e. claro, interesse.

(Por Rodrigo Zavala, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

Compartilhe:

    Siga UOL Cinema

    Sites e Revistas

    Arquivo

    Hospedagem: UOL Host