PUBLICIDADE
Topo

Argentina escolhe filme sobre nazista Mengele para concorrer ao Oscar

Cena do filme "Wakolda", representante argentino para concorrer ao Oscar - Divulgação
Cena do filme "Wakolda", representante argentino para concorrer ao Oscar Imagem: Divulgação

Buenos Aires (Argentina)

27/09/2013 16h35

O filme "Wakolda", inspirado na presença do criminoso de guerra nazista Josef Mengele no sul argentino, foi escolhido para representar a Argentina no Oscar 2014, na categoria de filme estrangeiro. O longa da cineasta Lucía Puenzo é uma mistura de realidade e ficção, e retrata Mengele quando este esteve em Bariloche, antes de fugir para o Paraguai.

Mengele foi um médico, antropólogo e criminoso de guerra, autor de macabras experiências com os presos no campo de concentração de Auschwitz (Polônia), e um obcecado por manipulação genética, que conseguiu fugir dos julgamentos pelo Holocausto.

No filme, ele estabelece uma relação com uma família da comunidade alemã em Bariloche e convence a mãe de experimentar drogas para o crescimento de sua filha que, aos 12 anos, sofre com um problema hormonal. "Wakolda" é uma produção Argentina-França-Espanha-Noruega, protagonizada pelo ator catalão Álex Brendemühl e a uruguaia Natalia Oreiro.

O Brasil escolheu "O Som ao Redor" para representar o Brasil na disputa. Selecionado por uma comissão do Ministério da Cultura, o longa de Kléber Mendonça Filho será pré-indicado à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA, que receberá sugestões de vários países, e somente no dia 16 de janeiro revelará os cinco filmes finalistas ao prêmio.