Cinema

Criticado na Polônia, "Ida" tem seu Oscar comemorado pela primeira-ministra

De Varsóvia

A primeira-ministra da Polônia, Ewa Kopacz, comemorou nesta segunda-feira (23) o Oscar conquistado por "Ida" na categoria melhor filme estrangeiro, embora o longa-metragem tenha sido criticado por centenas de poloneses que lamentam que o cinema nacional só seja reconhecido quando aborda o judaísmo.

"Abordar o judaísmo e o Holocausto pode ter contribuído para que o filme tivesse mais reconhecimento", disse o ministro polonês das Relações Exteriores, Grzegorz Schetyna, em entrevista à emissora "TOK FM". No entanto, ele afirmou que, na realidade, "trata-se de um filme universal, e a importância de seu roteiro vai além da história que conta".

O filme narra a história de uma noviça que, antes de prestar seus votos, sai do convento para descobrir o passado de sua família por meio de sua tia em uma fria Polônia comunista da década de 1960, onde ainda estão abertas as feridas causadas pela invasão nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

A polêmica sobre a abordagem da questão judia no cinema e na literatura do país, principalmente quando os criadores são poloneses que moram fora da Polônia, não é nova e gera repercussão há décadas.

Meses atrás, milhares de internautas pediram que "Ida" fosse exibido com uma introdução que lembrasse que muitos poloneses arriscaram suas vidas para salvar judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

O diretor do filme, Pawel Pawlikowski, nascido na Polônia e formado na Grã-Bretanha, criticou a crença "patriótica" de que um longa-metragem deve passar uma boa imagem de seu país de origem.

Polêmicas à parte, a maioria da sociedade e da imprensa polonesa comemorou a conquista de "Ida". "A partir de agora se falará do cinema polonês no mundo inteiro", disse a primeira-ministra Ewa Kopacz.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo