Filmes e séries

"Não é só sobre músculos, mas sobre pessoas que têm que pensar", diz Helen Mirren sobre filme "Red 2"

Cleide Klock

Do UOL, em Nova York (EUA)

Ele está chegando aos 60. Ela, batendo na porta dos 70. Mas, para Bruce Willis e Helen Mirren, duas das estrelas do filme "Red: Aposentados e Perigosos", a idade não é um problema na rotina de filmagens nem nas cenas de ação.

“Até acho que existam algumas 'ações' que apenas os mais jovens possam fazer. Mas, quando você não pode usar mais o seu físico, você tem que usar mais o cérebro. Então têm outras maneiras de sair de situações difíceis. Esse filme não é só sobre músculos, mas sobre pessoas que têm que pensar”, diz a atriz, que completa 68 anos no final de julho, em entrevista coletiva para falar da continuação "Red 2: Aposentados e Ainda Mais Perigosos".

Bruce Willis, que no lançamento do primeiro filme disse se sentir "com 28 anos", diz que ainda não pensa em diminuir o ritmo de trabalho. “Não penso sobre minha idade, eu lembro de vez em quando... Ainda consigo fazer meu trabalho e acredito que vai chegar um dia que eu vou ter que diminuir, mais isso ainda não aconteceu”

Juntos na tela no filme que estreia no Brasil em 2 de agosto, os dois dividiram a mesma mesa para falar sobre o filme em Nova York. É ele quem quebra o gelo, puxando assunto com jornalistas do mundo inteiro, mas ela começa a "rasgar a seda": "Com vocês, Bruce Willis, o Lord do universo".

Bruce Willis se mostra muito mais tímido do que os personagens que já encarnou – poucas palavras, baixas, pouca ação e ele quase desaparece ao lado da poderosa atriz, que tenta concluir algumas das frases inacabadas do ator, explica perguntas que ele não entendeu e até contextos.

Primeira vez com uma arma
A atriz contou que a primeira vez em que segurou uma arma foi para fazer a primeira parte de "Red". "Fiz treinamento para o primeiro, pois nunca tinha usado um revólver antes. Era tudo completamente novo para mim. Mas o Bruce sempre tem boas dicas sobre armas, sabe tudo desse departamento", brincou.

Perguntado sobre qual a "arma mais perigosa que uma mulher pode ter", Willis, que é pai de quatro meninas, ressaltou qualidades femininas. “Eu sou um grande fã da ideia de que as mulheres são muito, mas muito mais inteligentes que os homens. Acho que deveriam estar na frente de tudo, serem presidentes do mundo, dos países. Os homens apenas bagunçam tudo. Homens não conseguem competir... Me sinto a salvo quando estou ao redor de mulheres, nada me dá medo... Se algo de errado acontecesse eu salvaria vocês, mas eu espero que vocês me salvem. Mas sou também superprotetor das minhas meninas”, disse.

O filme
A trama de "Red 2" vai na mesma linha do primeiro filme, que arrecadou US$ 186 milhões ao ser lançado em 2010 com muitos tiros, diálogos sarcásticos e uma missão que reúne a velha-guarda. O agente aposentado da CIA Frank Moses (Willis) e sua turma das antigas agora entram em uma jornada para encontrar um aparato nuclear perdido. No caminho, a equipe se deparaa com terroristas, assassinos e loucos pelo poder.

O elenco é de levar qualquer um ao cinema. Além da dupla Willis e Mirren, o filme conta ainda com Anthony Hopkins, John Malkovich, Catherine Zeta-Jones, Mary-Lousie Parker (da série televisiva "Weeds") e o coreano Byung-hun Lee ("G.I. Joe: Retaliação"). A direção é de Dean Parisot ("As Loucuras de Dick & Jane") e o roteiro é assinado novamente por Jon e Erich Hoeber.

"A melhor coisa de fazer um filme como esse é ver como essas cenas são feitas: a combinação da atuação com os efeitos especiais e como tudo isso é construído, é fascinante”, diz a atriz. Já Willis conta que o desafio maior para ele é tentar ser engraçado numa maneira meio boba e estúpida, nas cenas românticas: “Adoro esse filme pois é desafiante, ambicioso, exige bastante habilidades e faz pensar muito. Digo que é ambicioso, pois as pessoas quando pensam em fazer um filme escolhem se querem: ação, comédia romântica ou mesmo um romance ou uma comédia. São fórmulas. Esse filme é isso tudo junto.”

Veja o trailer de "Red 2"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Blog do Barcinski
Roberto Sadovski
redetv
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
Reuters
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
Reuters
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
Blog do Matias
do UOL
AFP
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
EFE
Colunas - Flavio Ricco
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
Topo