Filmes e séries

Filme com Ingrid Guimarães é 2º mais visto em 2015 no país, após "50 Tons"

Do UOL, em São Paulo

06/05/2015 16h24

A comédia "Loucas Pra Casar", com Ingrid Guimarães, Tatá Werneck, Suzana Pires e Márcio Garcia, detém a marca de maior bilheteria e público entre os filmes brasileiros exibidos no primeiro trimestre de 2015 e de segundo maior público e terceira maior bilheteria quando incluídas as produções estrangeiras, aponta um balanço da Ancine (Agência Nacional do Cinema) divulgado nesta quarta-feira (6).

Ao todo, o longa de Roberto Santucci foi responsável por atrair 66% do público de filmes brasileiros nos três primeiros meses do ano. Lançado no dia 8 de janeiro, "Loucas Pra Casar" levou mais de 3,7 milhões de pessoas a 604 salas do país, revela o Informe de Acompanhamento de Mercado de Salas de Exibição da Ancine.

Para se ter uma ideia, todas as produções nacionais juntas somaram 5,6 milhões de espectadores entre 1º de janeiro e 1º de abril. Quando incluídos os longas estrangeiros, a comédia de Ingrid Guimarães levou 8,5% de todo o público do trimestre às salas de cinema.

A arrecadação total de “Loucas Pra Casar” foi de R$ 45,6 milhões, atrás de "Cinquenta Tons de Cinza" (R$ 87,3 milhões) e "Bob Esponja: Um Herói Fora d'Água" (quase R$ 48 milhões).

A primeira posição disparada de bilheteria e público no primeiro trimestre no Brasil, segundo a Ancine, é ocupada por "Cinquenta Tons de Cinza", com 6,6 milhões de espectadores e exibição em 1.087 salas na data de lançamento (12 de fevereiro).

Na história de “Loucas Pra Casar”, Malu (Ingrid Guimarães) é uma mulher de 40 anos que trabalha como secretária de Samuel (Márcio Garcia), o homem de sua vida. Apesar de o casal namorar há três anos, o pedido de casamento não chega. Certo dia, Malu percebe que faltam algumas camisinhas no estoque do namorado, e logo deduz que ele tem uma amante. Após contratar um detetive particular, ela descobre outras duas mulheres na vida de Samuel: a dançarina de boate Lúcia (Suzana Pires) e a fanática religiosa Maria (Tatá Werneck). As três, então, vão disputar a preferência do amado.

Outro filme nacional que aparece na lista das 20 maiores bilheterias do primeiro trimestre de 2015, em 12º lugar, é “Os Caras de Pau em o Misterioso Roubo do Anel”, com Leandro Hassum e Marcius Melhem no elenco.

Ainda de acordo com o balanço da Ancine, as produções brasileiras tiveram uma participação de público de 12,8% entre todos os longas exibidos.

Das dez maiores bilheterias dos três primeiros meses, nove são norte-americanas, sete são obras de ficção e três são animações ("Bob Esponja: Um Herói Fora d'Água", "Os Pinguins de Madagascar" e "Operação Big Hero"), e quatro filmes foram distribuídos pela Fox.

Alta de público e renda

O informe da Ancine revela, ainda, que o mercado audiovisual brasileiro registrou um aumento de público e renda no primeiro trimestre de 2015, na comparação com o mesmo período do ano passado.

A arrecadação total do setor entre os dias 1° de janeiro e 1° de abril foi de R$ 568 milhões, alta de 23,2% em relação a 2014.

Já o público presente nas salas de cinema do país subiu 18,1% nas 13 primeiras semanas do ano – intervalo contabilizado no balanço. Em números absolutos, o mercado audiovisual brasileiro recebeu 43,4 milhões de espectadores nos três primeiros meses de 2015.

De acordo com a Ancine, o público deste primeiro trimestre está em um patamar bastante acima da média dos últimos anos. Entre 2009 e 2014, a média de espectadores nos três primeiros meses foi de 33 milhões – o que representa um acréscimo de 31,5% em 2015.

Ainda segundo o relatório, esse crescimento foi potencializado pelo bom desempenho de filmes estrangeiros (como “Cinquenta Tons de Cinza”, “Bob Esponja: Um Herói Fora d'Água” e “Os Pinguins de Madagascar”, todos com mais de 3 milhões de espectadores no país).

Só neste primeiro trimestre, na comparação com o mesmo período de 2014, as produções do exterior apresentaram uma alta de 28,5% no público. Além disso, os três primeiros meses de 2015 tiveram a maior quantidade de bilhetes vendidos em um primeiro trimestre desde 2009, revela a Ancine.

Novas salas e digitalização

O balanço trimestral da agência indica também uma ampliação no número de salas de exibição em todo o país. Até o fim do primeiro trimestre, estavam em funcionamento 2.870 salas de cinema. Sete complexos com 22 salas foram inaugurados, três complexos com 16 salas foram reabertos, e um complexo já existente ganhou mais três salas (todos os 11 complexos já têm projeção digital e pelo menos uma sala com projeção 3D cada).

Por região, o Sudeste registrou a maior quantidade de salas colocadas em funcionamento no primeiro trimestre, com 25 ao todo. Em seguida, vem o Nordeste, com 11 novas salas de exibição; e o Norte, com cinco. As demais regiões não tiveram crescimento.

Em todo o Brasil, nos três primeiros meses de 2015, sete salas de cinema foram fechadas e duas entraram em reforma nos estados do Pará, de São Paulo e da Bahia.

Já as salas digitalizadas chegam a 2.128, ou 74,1% do total em funcionamento. Dos 20 maiores grupos exibidores do país, sete já estão com 100% de seus espaços convertidos para a nova tecnologia.

As 10 maiores bilheterias do 1º trimestre de 2015 no Brasil

1 - "Cinquenta Tons de Cinza"
(País: EUA Lançamento: 12/2/2015 Salas no lançamento: 1.087 Público: 6.654.799 pessoas Renda: R$ 87.367.997,48)

2 - "Loucas pra Casar"
(País: Brasil Lançamento: 8/1/2015 Salas no lançamento: 604 Público: 3.722.461 pessoas Renda: R$ 45.634.977,35)

3 - "Bob Esponja: Um Herói Fora d'Água"
(País: EUA Lançamento: 5/2/2015 Salas no lançamento: 818 Público: 3.688.648 pessoas Renda: R$ 47.959.431)

4 - "Os Pinguins de Madagascar"
(País: EUA Lançamento: 15/1/2015 Salas no lançamento: 911 Público: 3.122.158 pessoas Renda: R$ 40.399.357)

5 - "Uma Noite no Museu 3: O Segredo da Tumba"
(País: EUA Lançamento: 1/1/2015 Salas no lançamento: 610 Público: 2.706.891 pessoas Renda: R$ R$ 30.903.868)

6 - "Êxodo: Deuses e Reis"
(País: EUA Lançamento: 25/12/2014 Salas no lançamento: 901 Público em 2015: 2.611.301 pessoas Renda em 2015: R$ 39.239.895)

7 - "A Série Divergente - Insurgente"
(País: EUA Lançamento: 19/3/2015 Salas no lançamento: 1.113 Público: 1.838.435 pessoas Renda: R$ 26.113.617,92)

8 - "Operação Big Hero"
(País: EUA Lançamento: 25/12/2014 Salas no lançamento: 959 Público em 2015: 1.593.921 pessoas Renda em 2015: R$ 20.041.370)

9 - "Busca Implacável 3"
(País: EUA Lançamento: 22/1/2015 Salas no lançamento: 411 Público: 1.480.293 pessoas Renda: R$ 19.127.455)

10 - "Cinderela"
(País: EUA Lançamento: 26/3/2015 Salas no lançamento: 930 Público: 1.333.171 pessoas Renda: R$ 15.608.929)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
Chico Barney
Roberto Sadovski
redetv
redetv
do UOL
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Blog do Barcinski
Roberto Sadovski
redetv
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
Reuters
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
Reuters
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
Topo