PUBLICIDADE
Topo

"O Regresso" vence Globo de Ouro de melhor filme de drama

Do UOL, em São Paulo

11/01/2016 02h00Atualizada em 11/01/2016 03h48

"O Regresso", de Alejandro González Iñárritu, foi o grande vencedor da 73ª edição do Globo de Ouro, com três estatuetas: melhor filme de drama, melhor ator de drama para Leonardo DiCaprio e melhor diretor. "Estou muito feliz de ter sobrevivido a esse filme", disse o diretor.

Esse é o terceiro Globo de Ouro na carreira de DiCaprio. Ele já havia levado a estatueta por "O Aviador" (2005) e "O Lobo de Wall Street" (2014). No palco, o ator fez um longo agradecimento ao diretor, Alejandro González Iñárritu, e à equipe do filme. "Esse filme é sobre confiança e foi isso que senti ao trabalhar com Iñárritu". O diretor também ganhou o Globo de Ouro por "O Regresso", que estreia no Brasil no dia 4 de fevereiro.

O filme, baseado em fatos reais, narra a história de Hugh Glass (DiCaprio), um reconhecido explorador que foi atacado por um urso e abandonado por seus companheiros de expedição, mas cujo desejo de vingança lhe leva a sobreviver e empreender uma odisseia de centenas de quilômetros para encontrar os homens que o traíram.

Em entrevista recente à Agência Efe, DiCaprio não escondeu o orgulho que sente da produção. "Não vou esconder que foi a filmagem mais difícil da minha vida, mas no final teve sua recompensa porque González Iñárritu traduziu esse esforço em uma obra de arte". 

Sylvester Stallone foi um dos grandes destaques do Globo de Ouro 2016 ao vencer o prêmio de melhor ator coadjuvante pelo retorno ao papel de Rocky Balboa em "Creed: Nascido para Lutar". Aplaudido de pé pelos convidados, o ator agradeceu ao seu amigo imaginário, companheiro de tantos anos, Rocky Balboa. "Vou tentar não ficar muito emocionado", disse.

Em seu discurso, Stallone lembrou que havia estado nos Globos de Ouro pela última vez em 1977, quando foi indicado como melhor ator por "Rocky", lançado em 1976, que também lhe rendeu uma indicação ao Oscar. No entanto, até agora o ator não havia vencido nenhum dos dois prêmios, nem recebido outras indicações.

Brie Larson ("O Quarto de Jack"), Jennifer Lawrence e Kate Winslet foram as três atrizes premiadas nas categorias de cinema do Globo de Ouro 2016.

Lawrence ganhou seu terceiro Globo de Ouro, desta vez como melhor atriz de comédia e musical por "Joy: O Nome do Sucesso", enquanto Brie Larson ficou com o prêmio de drama por "O Quarto de Jack".

"Perdido em Marte" venceu na categoria de comédia/musical, apesar de ser um drama de um astronauta deixado para trás em uma expedição. O fato rendeu muitas piadas dos apresentadores da premiação. Pelo filme, Matt Damon também ganhou o prêmio de melhor ator na mesma categoria.

"Divertida Mente", da Pixar, foi escolhido melhor animação, enquanto o húngaro "O Filho de Saul" ficou com o prêmio de filme estrangeiro. Nas categorias musicais, Sam Smith ficou com o troféu de canção original por "Spectre", do último filme de 007, e o veterano Ennio Morricone foi premiado pela trilha do faroeste "Os Oito Odiados", de Quentin Tarantino.

 

TV

Na premiação de produções televisivas, as sérias "Mr. Robot" e "Mozart in the jungle" surpreenderam com duas estatuetas cada. O brasileiro Wagner Moura, que estava entre os indicados ao Globo de Ouro - de melhor ator em série dramática por seu papel em "Narcos" -, acabou perdendo o prêmio para Jon Ham, de "Mad Men". 

Foi a primeira vez que o Brasil teve um representante na festa da Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood desde 1999, quando "Central do Brasil" venceu o prêmio de melhor filme estrangeiro.

A cantora Lady Gaga fez um discurso emocionado ao receber o troféu de melhor atriz de minissérie ou filme para a TV por sua atuação como a Condessa Elizabeth de "American Horror Story: Hotel". "Queria ser atriz antes de ser cantora, mas música deu certo primeiro", agradeceu.

Ainda entre as mulheres, a vencedora da categoria de melhor atriz de drama foi Taraji P. Henson, a Cookie Lyon, do drama "Empire", que derrotou a favorita Viola Davis ('How To Get Away With The Muder"). Ao ser anunciada, a atriz saiu distribuindo biscoitos para os colegas sentados na plateia. "Hoje tem Cookie para todo mundo", brincou.

Taraji agradeceu ao elenco da série, que mostra a disputa de poder entre uma família de artistas, dona da maior gravadora musical dos Estados Unidos. Ela ainda arrancou risos da plateia ao pedir mais tempo para falar. "Esperei 20 anos por isso, vocês têm que me dar mais espaço".

Apresentação

Conhecido pelas piadas controversas que soltou nas outras três edições do Globo de Ouro que apresentou, o comediante britânico Rick Gervais baixou bastante o tom desta vez, o que levou a um número muito menor de atores sendo filmados com expressão de desconforto.

Ainda assim, sobraram piadas para a "transformação" de Caitlyn Jenner ("um modelo para as pessoas trans, nem tanto para as mulheres na direção", lembrando de um acidente com vítima em que ela se envolveu), Ben Affleck (que só teria sido fiel na vida com Matt Damon) e Roman Polanski (que teve a acusação de estupro de menor lembrada).

Entrando na questão da luta das mulheres por igualdade em Hollywood, o comediante brincou que realmente, era impossível uma jovem de 25 anos viver com US$ 52 milhões por ano (referindo-se à carta em que Jennifer Lawrence fala sobre a diferença de salários) e afirmou que salários iguais eram importantes, tanto que ele estava ganhando o mesmo que Amy Poehler e Tina Fey ganharam para apresentar os Globos de Ouro em 2015 --não era problema dele se elas quiseram dividir o pagamento.

Mas a maior "vítima" da noite foi a própria Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood, que promove e escolhe o Globo de Ouro. Em diversos momentos Gervais lembrou a irrelevância da premiação, escolhida por cerca de 90 jornalistas, lembrando aos possíveis premiados que ninguém se importa com os prêmios --"um pedaço de metal que um jornalista bonzinho e confuso quis te dar pessoalmente para poder te conhecer e tirar uma selfie com você"-- e recordando as acusações de que basta dar comida e deixar os repórteres tirarem fotos com as estrelas para vencer um Globo.