Topo

Festival de Cannes

"Trump roubou todas as nossas ideias", diz atriz de "House of Cards"

Divulgação
Robin Wright em House of Cards (2016) Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

18/05/2017 09h22

Primeira-dama de "House of Cards", Robin Wright ironizou o noticiário recente sobre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Durante um painel no Festival de Cannes, a atriz disse que os roteiristas terão dificuldades para escrever a sequência da série após os escândalos do governo do líder norte-americano, que segundo analistas corre o risco de sofrer impeachment quatro meses após assumir o mandato.

"Trump roubou todas as nossas ideias para a sexta temporada", disse a intérprete de Claire Underwood nesta quinta-feira (18), durante uma conferência da revista "Variety" em Cannes.

A quinta temporada de "House of Cards" será lançada pela Netflix em 30 de maio. Apesar das recentes notícias que balançaram o governo Trump, Robin Wright afirmou, sem dar pistas, que a equipe que escreve a série já sabe como será o desfecho.

Robin Wright admitiu desânimo com os escândalos em torno de Donald Trump --o presidente teria tentado persuadir o ex-diretor do FBI, James Comey, para deixar uma investigação sobre o ex-conselheiro de Segurança Nacional, Michael Flynn.

"Eu tenho que ver esperança em algum lugar", lamentou Wright, que desabafou: "Meu Deus, teremos quatro anos disso". A atriz também revelou quem deseja para assumir a presidência dos Estados Unidos: "Eu quero Michelle Obama lá em cima", disse ela. "Ela seria uma grande presidente feminina".

A política brasileira também foi ironizada por "House of Cards". Na última quarta, o perfil oficial da série no Twitter escreveu "tá difícil competir" após a notícia de que o dono da JBS, Joesley Batista, afirmou à PGR (Procuradoria-Geral da República) que o presidente Michel Temer (PMDB) deu aval à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB).

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!