Topo

Filmes e séries

Turma da Mônica ganha versão em carne e osso para filme; conheça os atores

Natalia Engler/UOL
Em carne e osso: Magali (Laura), Cascão (Gabriel), Cebolinha (Kevin) e Mônica (Julia) Imagem: Natalia Engler/UOL

Natalia Engler

Do UOL, em São Paulo

29/09/2017 15h13

Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali vão invadir os cinemas em 2018 pela primeira vez em um filme live-action. Com direção de Daniel Rezende (de “Bingo, o Rei das Manhãs”), “Laços” ainda não começou a ser filmado, mas teve seu elenco de carne e osso apresentado nesta sexta-feira (29).

A seleção dos atores foi anunciada aos escolhidos pelo diretor e pelo pai dos personagens, Mauricio de Sousa, há dois dias. Giulia Barreto, de São Paulo, viverá Mônica; Kevin Vechiatto, de Guarulhos, será Cebolinha; Gabriel Moreira, do Rio de Janeiro, dará vida à Cascão; e Laura Rauseo, de Bragança Paulista, interpretará Magali. As crianças, que não são atores, têm 9 anos, com exceção de Kevin, com 11 e com a novela "Cúmplices de um Resgate", do SBT, no currículo.

A seleção foi um trabalho árduo e partiu de 7.500 vídeos enviados através de um site criado pela produção. Desses, 1.900 foram chamados e, depois de várias etapas, 90 crianças de 8 a 12 anos foram escolhidas para testes com o diretor, das quais 18 passaram por um workshop com o preparador do elenco. O processo envolveu também seleções em 10 cidades de 5 Estados.

"De alguma maneira, a gente olhou para elas e enxergou a Turma da Mônica. Foi muito emocionante, vocês não imaginam o que é olhar para essas crianças que vão representar uma parte da minha infância”, ressaltou a Mônica da vida real, filha do cartunista e diretora executiva da Maurício de Sousa Produções.

"A gente fez questão de passar para essas crianças que não era uma competição, a gente simplesmente estava procurando a Mônica, o Cebolinha... E eles apareceram”, disse Rezende, durante conversa com jornalistas. Ele também explicou que a escolha não foi exatamente seguindo critérios objetivos. "Não é exatamente racional. Óbvio que a gente fez uma preparação com todos eles para entender como eram em grupo, como era a interação, para saber que um set de filmagem é um set de filmagem. E a gente olhou e falou: são essas quatro. E quando mostramos para o Mauricio e o olhinho dele brilhou, falamos: 'Bom, a gente não deve estar errado'", disse o diretor, ao UOL.

Veja o momento em que elas souberam que foram escolhidas:

Rezende também explicou a opção por escolher crianças numa faixa etária um pouco acima da dos personagens, que nas HQs têm em torno de seis anos. "Por dois motivos. Primeiro porque a história de 'Laços' não se sustenta com seis ou sete anos. E segundo também porque trabalhar com crianças de cinco ou seis anos durante tanto tempo é complicado. Acho que nove e dez é a idade ideal, onde eles conseguem entender o que está entendendo ali. Porque a gente está muito preocupado com eles, antes de qualquer coisa, para que para eles seja uma experiência bacana", diz ele, que frisa que vão filmar durante as férias escolares dos protagonistas.

"Eu cresci lendo a Turma da Mônica, aprendi a ler com eles. Eu era muito apaixonado por esses personagens", contou o cineasta. "Fiquei um tempão tentando chegar no Mauricio de Sousa, quando em 2015 eles anunciaram na Comic Con Experience que iam fazer o filme. Praticamente bati na porta: 'Se vocês não têm um diretor, agora vocês têm'. Foi um casamento, um amor à primeira vista". 

Inspirado pela HQ “Laços”, romance gráfico dos irmãos Cafaggi que modernizou a Turma da Mônica em 2013, o filme começa a ser rodado em dezembro, sem deixar de reverenciar o universo lúdico dos gibis e de trazer mais elementos das histórias clássicas.

Na HQ, a turminha se envolve em uma aventura para encontrar Floquinho, o cão do Cebolinha, que fugiu (o "ator" que interpreta o animalzinho foi apresentando no fim de 2016). Além de enfrentar vários perigos, é durante a busca que eles deixam as diferenças de lado e estreitam os laços de amizade.

"Pegar tudo que foi criado pelo Mauricio e transformar em carne e osso já é uma grande responsabilidade. Vai ser um desafio, porque além disso a gente pegou uma história que tem cachorro, floresta e cenas noturnas. E a gente vai filmar de dezembro a fevereiro, que quase não chove", explica Rezende.

Com roteiro de Thiago Dottori, com supervisão de Luiz Bolognesi ("Bingo"), "Laços" tem estreia prevista para as férias de julho de 2018.