PUBLICIDADE
Topo

Satisfeita com Rian Johnson, Disney anuncia mais uma triologia "Star Wars"

O diretor Rian Johnson no set de "Star Wars: Os Últimos Jedi" - Reprodução
O diretor Rian Johnson no set de "Star Wars: Os Últimos Jedi" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

09/11/2017 20h03

A Disney selou um acordo com o diretor Rian Johnson, de "Os Últimos Jedi", para dirigir e escrever uma nova triologia "Star Wars", ao lado do produtor Ram Bergman, parceiro de longa data do cineasta que também trabalhou no mais recente filme da saga.

A novidade foi anunciada pelo CEO Bob Iger, que ainda afirmou que os três novos filmes serão diferentes da saga original de Luke Skywalker e vão se passar em outra galáxia.

"Vivemos a melhor fase de nossa vida colaborando com a Lucasfilm e a Disney em 'Os Últimos Jedi'", disseram Johnson e Bergman em um comunicado. "Star Wars" é a maior mitologia moderna e somos muito sortudos por ter contribuído para isso. Mal podemos esperar para seguir com esta nova série de filmes".

A atriz Carrie Fisher e o diretor Rian Johnson - Reprodução - Reprodução
A atriz Carrie Fisher --que morreu em dezembro de 2016-- e o diretor Rian Johnson nos bastidores das filmagens de "Star Wars: Os Últimos Jedi"
Imagem: Reprodução

"Amamos trabalhar com Rian em 'Os Últimos Jedi", declarou Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm. "Ele é uma força criativa, e vê-lo criar 'Os Últimos Jedi' do início ao fim foi uma das grandes alegrias da minha carreira. Rian fará coisas incríveis com uma tela em branco desta nova trilogia", elogiou Kennedy.

As datas dos novos filmes ainda não foram divulgadas. Com ingressos já em pré-venda, "Star Wars: Os Últimos Jedi" chega aos cinemas brasileiros em 14 de dezembro.

Uma série de TV de "Star Wars" também será desenvolvida para o serviço de streaming exclusivo da Disney, que deve ser lançado no final de 2019.

Série da Marvel e adaptações

"Monstros S.A." e "High School Musical" também ganharão adaptações para o novo serviço de streaming da companhia. Outra grande novidade é que a Disney e a Marvel desenvolverão uma série em conjunto.

Segundo o CEO Bob Iger, a ideia é produzir de quatro a cinco filmes originais por ano para o novo serviço, além das séries. A boa notícia é que a mensalidade do streaming da Disney deve sair bem mais em conta do que sua principal concorrente, a Netflix, já que ao menos no começo eles terão menos conteúdo do que a gigante do streaming.