PUBLICIDADE
Topo

Bryan Singer conta por que foi demitido da cinebiografia de Freddie Mercury

O diretor Bryan Singer posa em frente ao cenário do Cérebro em "X-Men: Apocalypse" - Divulgação/Twitter
O diretor Bryan Singer posa em frente ao cenário do Cérebro em "X-Men: Apocalypse" Imagem: Divulgação/Twitter

Do UOL, em São Paulo

05/12/2017 11h43

O diretor Bryan Singer, que estava dirigindo o filme "Bohemian Rhapsody", a cinebiografia de Freddie Mercury, se manifestou nesta segunda-feira (4) a respeito da sua demissão do filme. 

Em um comunicado, ele disse que a Fox o dispensou por que precisava de "mais tempo livre" para cuidar da saúde de um de seus pais e o estúdio não teria concordado em cedê-lo. 

"Três semanas antes da retomada das filmagens, perguntei para a Fox se poderia tirar umas folgas e voltar para os EUA", escreveu. "Eu precisava cuidar da saúde de um dos meus pais, e acabei ficando doente também. Infelizmente, o estúdio não estava disposto a aceitar e me dispensou", completou. 

O motivo principal da demissão, no entanto, era o de que o diretor tinha brigado com o ator principal, Remi Malek. "Algumas vezes tivemos diferenças criativas no set, mas isso nunca nos atrapalhou. Só queria poder terminar esse projeto e ajudar a honrar o legado do Queen. A Fox, no entanto, não me permitiu". 

Oficialmente, a Fox disse que interrompeu o filme por conta de uma "indisponibilidade inesperada" do diretor.