Cinema

"Dores de Amores" recicla as eternas histórias de casais

Rodrigo Zavala Do Cineweb*

Com estreia em São Paulo, apenas na sala Frei Caneca, "Dores de Amores" leva o espectador por 77 minutos à máxima intimidade do casal interpretado por Fabíula Nascimento ("Estômago") e Milhem Cortaz ("Billi Pig"). Nomes ou qualquer outra identificação do par são desnecessárias, bastando os diálogos, que dominam todas as cenas, para aproximar personagens e público (veja onde ver o filme no Guia UOL).

O que discutem? O comum, o cotidiano de qualquer casal acima dos 30 anos: desilusão, traição, desejo, novas experiências, impotência, atração. Com exceção de alguns raros períodos de silêncio, nos quais eles andam sozinhos ou conversam com amigos, o filme se concentra no debate, que exige fôlego dos protagonistas.

Dirigidos pelo estreante Raphael Vieira, Fabíula e Cortaz mostram disposição para acompanhar seus personagens. São bons atores, com excelente química. Porém, é no enfrentamento entre eles que o filme causa estranhamento.

TRAILER DO FILME BRASILEIRO "DORES DE AMORES"

A explicação pode estar numa questão não explícita de vivência. O roteiro é baseado na bem-sucedida peça de teatro homônima de Léo Lama, encenada por Malu Mader e Taumaturgo Ferreira no final dos anos de 1980. Além de serem muito conhecidos na época, os atores eram casados e emanava deles a experiência de viver na própria pele.

Aqui, Fabíula e Cortaz podem até parecer um casal, mas não discutem como um. Parece faltar em determinadas cenas uma improvisação, para tornar mais naturais as conversas, as brigas e, claro, as reconciliações.

*As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo