PUBLICIDADE
Topo

Frank Miller diz que Jessica Alba assustou ao incorporar Nancy de Sin City

Natália Engler

Do UOL, em San Diego

26/07/2014 19h45

Robert Rodriguez e o legendário quadrinista Frank Miller trouxeram ao palco da Comic-Con deste sábado (26) "Sin City: A Dama Fatal", sequência do filme de 2005, desta vez com um roteiro original, sem base nos quadrinhos. Juntos, eles apresentaram a cena de abertura do filme, que mostra Marv (Mickey Rourke) indo atrás de um grupo de universitários que colocaram fogo em um mendigo, para fazer justiça com as próprias mãos.

Miller e Rodriguez contaram como Jessica Alba, uma das protagonistas no papel de Nancy, entrou tanto em seu personagem que assustou a todos nas gravações. "Vocês estão vendo ela sorrir aqui, mas ela não sorriu durante o tempo todo no set", disse Rodriguez. "Quando ela entrou no set no primeiro dia, me perguntei como eu, um senhor de 80 anos, tinha irritado tanto essa moça", contou Miller.

Jessica Alba reprisa seu papel como Nancy Callahan em "Sin City 2" - Divulgação - Divulgação
Jessica Alba reprisa seu papel como Nancy Callahan em "Sin City 2"
Imagem: Divulgação

"Eu me conectei com o lado sombrio de Nancy e foi difícil me separar disso até o final das filmagens", explicou Alba. "Eu também estava mais confortável na minha própria pele, mais segura".

Alba também contou um pouco da jornada da personagem entre um filme e outro. "Nancy era tão doce, era uma vítima no primeiro. Acho que as pessoas terão uma boa surpresa ao ver que ela se transformou em uma mulher durona".

Sobre a escolha por uma história original, Rodriguez contou: "Em vez de contar uma história que as pessoas podiam comprar o livro e ler, achamos que seria mais interessante contar uma história nova e surpreender o público. E ver Frank enquanto escrevia essa história e criava esse mundo foi fascinante".

"Sou muito protetor de todos os personagens que crio", afirmou Miller. "E trabalhando em 'Sin City', eu queria manter a essência daqueles personagens. E foi maravilhoso que os atores se sentiram à vontade com o tipo de diálogo que eu escrevi. Todos entenderam os personagens perfeitamente".

Miller também relembrou um pouco como criou "Sin City". "Quando comecei a trabalhar com quadrinhos, eu queria fazer histórias de crimes, mas só publicavam histórias sobre caras em colantes, prontos para virar filme ou TV. Eu tentava colocar o máximo de elementos de crime possível. Então eu escrevi uma história de crime que achava que não poderia ser adaptada para o cinema. Era 'Sin City'".

Sobre as diferenças entre o primeiro filme e o novo, Rodriguez acredita que os atores dessa vez já estavam mais acostumados atuar com uma tela verde. "Apesar de terem feito um ótimo trabalho, a tela verde era muito nova naquela época. Então, dessa vez todos já tinham visto o filme, sabiam o que tinham que fazer. Foi ainda melhor".

Miller disse que ele e Rodriguez já conversaram sobre um terceiro filme da saga "Sin City". "Então é bom vocês aparecerem para assistir a esse, senão não vão nos deixar fazer outro", brincou.