Cinema

"Foi difícil", diz roteirista vencedor do Oscar sobre tentativa de suicídio

Do UOL, em São Paulo

Vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado por “O Jogo da Imitação”, o escritor Graham Moore fez, ao receber a estatueta, um dos discursos mais pessoais da história da premiação ao falar que tentou cometer suicídio quando era adolescente. As informações são do site The Wrap.

“Eu tentei cometer suicídio quando tinha 16 anos e agora estou aqui”, ele revelou. “Eu gostaria de dedicar este momento para aquele garoto que sente como se não se encaixasse em lugar nenhum. Você se encaixa. Continue estranho. Continue diferente, e depois, quando chegar a sua hora de estar neste palco, por favor, passe a mesma mensagem adiante.”

Depois da cerimônia, Moore falou com a imprensa nos bastidores da premiação sobre o seu discurso. “Foi realmente difícil”, ele admitiu. “Eu não sei. Sou um escritor, quando eu estaria de novo na televisão? Eram os 45 segundos que eu tinha na minha vida para aparecer na televisão e dizer algo, então achei que deveria fazer um bom uso disso e dizer algo significante.”

O roteirista que adaptou para o cinema a história do matemático britânico Alan Turing (vivido no filme por Benedict Cumberbatch) disse que a sua família lhe deu muito suporte enquanto ele enfrentava depressão. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo