Topo

Filmes e séries

Os atores, diretores e personalidades que foram acusados de assédio em 2017

Tiziana Fabi/AFP, Willy Sanjuan/Invision/AP e Getty Images
James Toback, Brett Ratne, Kevin Spacey e Dustin Hoffman são apenas alguns dos homens a serem denunciados por assédio sexual depois do caso Harvey Weinstein Imagem: Tiziana Fabi/AFP, Willy Sanjuan/Invision/AP e Getty Images

Do UOL, em São Paulo

01/11/2017 18h26Atualizada em 27/12/2017 20h50

Desde que os primeiros casos de assédio contra o poderoso produtor de Hollywood Harvey Weinstein foram revelados no início do mês de outubro, outros grandes nomes do entretenimento acabaram vendo seus nomes ligados a casos parecidos.

As graves e numerosas denúncias contra Weinstein estimularam outras mulheres e até mesmo homens que foram em algum momento de suas carreiras assediados por grandes nomes da indústria ou outros poderosos (caso do ex-presidente George H. W. Bush) abrirem o jogo após muitos anos de medo e silêncio.

Diretores como Lars Von Trier, Oliver Stone, James Toback e Brett Ratner são apenas alguns dos acusados por atrizes e subordinadas a eles nos bastidores. Entre os atores, Kevin Spacey, os irmãos Ben e Casey Affleck, Dustin Hoffman, Steven Seagal e Jeremy Piven. Executivos, diretores e roteiristas também estão na lista que cresce a cada dia. A maioria deles nega as acusações.

Veja a seguir quem são os principais casos que ficaram por anos guardados atrás das cortinas do poder.

Quem são eles

  • VALERY HACHE/AFP

    Harvey Weinstein, produtor

    Uma reportagem publicada pelo "The New York Times" no início de outubro revelou que Harvey Weinstein assediou mulheres durante décadas. Dias depois, a revista "New Yorker" publicou sua própria reportagem sobre o tema , com acusações de estupro. Com o passar dos dias, o número de denúncias explodiu. Nomes de peso da indústria, como Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow, Mira Sorvino e Rosanna Arquette também acusaram o poderoso produtor de Hollywood. A mulher de Weinstein pediu o divórcio e anunciou seu apoio às vítimas, o produtor foi demitido de seu próprio estúdio e excluído como membro das Academias de cinema britânica e americana (responsável pelo Oscar), além de ser investigado pelas polícias de Londres, Nova York e Los Angeles por denúncias de estupro.

  • AP Photo/Chris Pizzello

    Bob Weinstein, produtor

    O irmão de Harvey Weinstein também não escapou das acusações. Amanda Segel, produtora executiva da série "O Nevoeiro", acusa Bob de ter feito diversos convites e investidas nos três meses em que trabalharam juntos na produção. "Um 'não' deveria ser suficiente", disse Segel à revista Variety. "Bob continuava dizendo para mim que queria uma amizade. Ele não queria amizade. Ele queria mais do que isso. Minha esperança é de que 'não' passe a ser suficiente", declarou a vítima. Leia mais

  • Tobias Schwarz/Reuters

    Lars Von Trier, diretor

    Estrela de "Dançando no Escuro", a cantora Björk aproveitou a campanha #metoo (eu também, em inglês) para detalhar um assédio sexual que sofreu de um "diretor dinamarquês". Apesar de ela não nomear o cineasta, é possível concluir que trata-se de Lars Von Trier. Entre as investidas, toques indesejados, propostas sexuais e até uma tentativa de entrar em seu quarto no meio da noite, relatou a cantora. Leia mais

  • Getty Images

    Dustin Hoffman, ator

    Dustin Hoffman foi acusado de assediar sexualmente várias mulheres. Entre elas, a escritora Anna Graham Hunter, que teria sido assediada pelo ator em 1985, quando tinha 17 anos e ele, 48, no set do filme "A Morte de um Caixeiro Viajante". "Ele me pediu uma massagem nos pés no meu primeiro dia no set; eu fiz. Ele flertava abertamente, apertava minha bunda, falava sobre sexo comigo e na minha frente. Uma manhã, fui até seu camarim para pegar seu pedido de café da da manhã; ele me olhou e deu um sorriso enviesado e se demorando. Então ele disse: 'Quero um ovo cozido duro... e um clitóris macio'. Seus acompanhantes riram. Eu saí, muda. Então fui ao banheiro e chorei." Leia mais

  • Al Bello/Getty Images/AFP

    Steven Seagal, ator

    A atriz e apresentadora Lisa Guerrero relembrou a experiência ruim que teve com o astro de filmes como "Fúria Mortal" e "A Força em Alerta" em 1996, quando concorria a um papel no longa "Ameaça Subterrânea". Steven Seagal pediu que ela fosse a sua casa para uma "audição particular". Desconfortável, ela foi ao local acompanhada de uma agente mulher. Lá, o ator as recebeu usando apenas um robe de seda. Mais tarde, a atriz recebeu uma ligação informando que Segal gostaria de oferecer a ela o papel, mas que ela teria que voltar à casa dele para um "ensaio particular" na mesma noite. Guerrero declinou. Leia mais

  • Getty Images

    Kevin Spacey, ator

    O ator de "Star Trek" Anthony Rapp revelou que foi assediado sexualmente por Kevin Spacey em uma festa em 1986, quando ele tinha apenas 14 anos e o astro de "House of Cards", 26. Supostamente bêbado, ele teria carregado o menino para um quarto e deitado em cima dele em uma cama. Spacey se desculpou pelo episódio que diz não se lembrar e aproveitou a ocasião para se revelar gay. A atitude gerou muitas críticas e a Netflix anunciou que "House of Cards" será encerrada. Depois de toda a polêmica inicial, novas acusações de assédio conta o ator surgiram. Leia mais

  • Getty Images

    Oliver Stone, diretor

    "Quando ouvi sobre o caso de Harvey, lembrei do Oliver (Stone) passando por mim e pegando nos meus seios enquanto ele deixava uma festa. Eles são farinha do mesmo saco", tuítou a atriz Carrie Stevens quando soube dos primeiros relatos de assédio. Patricia Arquette também relembrou uma interação estranha que beirou um assédio quando trabalhou com Stone nos anos 1990. Leia mais

  • Tommaso Boddi/AFP

    Roy Price, executivo

    O ex-chefão da área de filmes e séries da Amazon renunciou ao cargo depois que uma colega o acusou de assédio. Segundo Isa Hackett, produtora de "The Man In The High Castle", uma das principais séries da plataforma, Roy teria a assediado em um táxi a caminho da Comic-Con de San Diego neste ano. Ela, que é lésbica e casada, diz ter negado as investidas, mas o executivo insistiu e teria inclusive gritado "sexo anal" em seu ouvido durante o evento. Leia mais

  • Tiziana Fabi/AFP

    James Toback, diretor e roteirista

    38 mulheres acusam James Toback de assédio sexual em uma reportagem do jornal "Los Angeles Times". Os relatos são parecidos. O diretor e roteirista atraia jovens atrizes que sonhavam em trabalhar em Hollywood e começava a usar uma linguagem de conotação sexual sob disfarce de um papel em um de seus filmes. Em seguida, ele começava a se masturbar. Leia mais

  • Getty Images

    Ben Affleck, ator

    Ben Affleck foi um dos primeiros a se posicionar contra o produtor Harvey Weinstein, mas o jogo logo virou para ele. A atriz Hilarie Burton fez questão de lembrar um episódio em que ele agarrou os seios dela durante uma entrevista. Ela tinha 21 anos. Um vídeo antigo de uma entrevista que ele, aparentemente bêbado, puxa a entrevistadora Anne Marie Losique para o seu colo e pede que ela mostre os seios também ressurgiu. Após os casos voltarem à tona, o ator pediu desculpas. Leia mais

  • Mark Ralston/AFP

    Casey Affleck, ator

    Desde que as primeiras denúncias de assédio contra Harvey Weinstein apareceram, várias atrizes lembraram também do caso Casey Affleck, irmão de Ben Affleck. Ganhador da estatueta de melhor ator em 2017, ele acumula acusações de assédio desde 2010. Na cerimônia deste ano, Brie Larson não disfarçou o desconforto de entregar o prêmio. Ela ganhou o Oscar em 2016 justamente interpretando uma vítima de um estuprador em "O Quarto de Jack". Como vencedor de melhor ator, ele apresentaria o prêmio de melhor atriz no ano seguinte. Uma petição para que a Academia substitua Casey Affleck em 2018 já acumula mais de 12 mil assinaturas. A Academia ainda não se posicionou, apesar de já ter tomado atitudes em relação à Harvey Weinstein, que acabou expulso da instituição. Leia mais

  • Mike Blake/Reuters

    Jeremy Piven, ator

    Um dos astros da série "Entourage", da HBO, Piven foi acusado pela atriz Ariane Bellamar de tê-la encurralado em seu trailer durante as gravações de uma participação que ela fez no programa. "Lembra de quando você apalpou meus seios no sofá sem pedir permissão?", escreveu a atriz em seu Twitter, marcando o perfil do ator. Leia mais

  • Divulgação/AMC

    George H. W. Bush, ex-presidente

    Mesmo andando em uma cadeira de rodas, o ex-presidente dos Estados Unidos George H. W. Bush, 93, pai de George Walker Bush, teria se aproveitado de seu poder e apalpado a atriz Heather Lind, de 34 anos, em uma foto em um evento da série "Turn: Washington Spies", protagonizada por ela. "Ele não apertou minha mão. Ele me tocou por trás de sua cadeira de rodas com sua esposa Barbara Bush ao lado. Ele me contou uma piada suja. E então, durante todo o tempo em que fomos fotografados, me tocou de novo. Barbara revirou os olhos como se dissesse 'de novo, não'. Seu segurança me disse que eu não deveria ter ficado ao lado dele na foto", contou a atriz sobre o episódio ocorrido há quatro anos Leia mais

  • Willy Sanjuan/Invision/AP

    Brett Ratner, diretor e produtor

    Natasha Henstridge, Katherine Towne, Olivia Munn, Eri Sasaki, Jorina King e Jamie Ray Newman relataram diversas situações desagradáveis e investidas que levaram do diretor de filmes como "A Hora do Rush" e "X-Men 3". Natasha foi obrigada a fazer sexo oral em Ratner, enquanto outras atrizes relatam convites inapropriados e situações constrangedoras, como quando Olivia Munn foi surpreendida com o diretor saindo sem calçar do banheiro e "se masturbando furiosamente" no set de gravações de "Ladrão de Diamantes", em 2004. Leia mais

  • Deividi Correa/AgNews

    Ed Westwick, ator

    Conhecido do público como o Chuck Bass de "Gossip Girl", o ator foi acusado de estupro por duas mulheres, Kristina Cohen e Aurelie Wynn. Em relatos detalhados publicados nas redes sociais, ambas afirmaram que o ator cometeu abuso enquanto elas dormiam. "Eu fiquei paralisada, aterrorizada. Não conseguia falar, não conseguia mais me mover. Ele me segurou e me estuprou", escreveu Kristina. O ator negou as acusações. Leia mais

  • Getty Images

    Andy Dick, ator e comediante

    Ele foi demitido de seu último filme por assédio sexual. De acordo com a revista "The Hollywood Reporter", funcionárias afirmaram que ele costumava apalpar os genitais dos colegas, assim como beijar e lamber sem consentimento. Ele também teria feito propostas sexuais a membros da equipe. Dick negou que tenha agarrado alguém, mas admitiu as lambidas, afirmando que elas eram apenas "brincadeira".

  • AP

    Louis C.K., ator e comediante

    Horas depois de anunciar o cancelamento da festa de pré-estreia de seu novo filme, o comediante Louis C.K foi acusado de assédio sexual por cinco mulheres em uma reportagem publicada pelo jornal "The New York Times". Entre elas estão as comediantes Dana Min Goodman e Julia Wolov, que relatam terem sido convidadas a ir ao quarto do comediante durante um evento em 2002. Ao chegar lá, ele teria ficado nu e começado a se masturbar na frente delas. Ele acabou cortado de um especial da HBO, e a emissora FX disse que está "perturbada" com as acusações. Leia mais

  • Reprodução

    Charlie Sheen, ator

    O astro de "Two and a Half Men" foi acusado pelo ator Dominick Brascia, que era amigo de Haim. Em entrevista ao tabloide The National Enquirer, Brascia disse que Sheen, então com 19 anos, abusou sexualmente de Haim, que tinha 13, na época em que ambos trabalhavam juntos no filme "A Inocência do Primeiro Amor", de 1986. Sheen "negou absolutamente" a acusação. Leia mais

  • Divulgação/ Paper Mag

    Mariah Carey, cantora

    Um ex-segurança da estrela está ameaçando processá-la por discriminação e assédio sexual, de acordo com o site TMZ. Michael Anello, que prestou serviços para Mariah de junho de 2015 a maio de 2017, acusou a cantora de "performa atos sexuais com a intenção de que eles fossem vistos". Ele ainda alega que Mariah o ofendia chamando-o de "nazista" e "supremacista branco". Leia mais

  • Divulgação

    Jeffrey Tambor, ator

    A Amazon está investigando uma acusação de assédio sexual contra o ator, protagonista da série "Transparent". A denúncia partiu de Van Barnes, ex-assistente de Tambor, em uma publicação no seu perfil privado do Facebook, na qual relatava um comportamento inadequado por parte dele. O artista chamou a acusação de "infundada". Leia mais

  • Kevin Winter/Getty Images

    Matthew Weiner, produtor

    Kater Gordon, ex-roteirista e criador da série de "Mad Men", acusou o criador da série, Matthew Weiner, de tê-la assediado sexualmente. Na denúncia, a mulher relatou que o caso ocorreu durante uma jornada de trabalho na qual ambos estiveram trabalhando até tarde, quando Weiner lhe disse para deixá-la vê-la nua. Mais tarde, ela foi demitida, apesar de ter ganhado um Emmy por seu trabalho. O produtor disse, por meio de seu advogado, não se recordar de ter feito tal comentário. Leia mais

  • Jason LaVeris/FilmMagic

    Bryan Singer diretor

    Um homem chamado Cesar Sanchez-Guzman, que tentava carreira no cinema há 14 anos, entrou na justiça acusando o Singer de estuprá-lo quando tinha apenas 17 anos em uma festa em um iate. Segundo o jovem, o diretor o atraiu para uma sala e exigiu sexo oral. "Quando o requerente se recusou, Bryan Singer o forçou a praticar sexo oral e anal", diz a ação. Após a divulgação do caso, o cineasta deixou a produção de "Bohemian Rhapsody", cinebiografia da banda Queen. Leia mais

  • Getty Images

    Mark Schwahn, produtor

    Mark Schwahn, criador de ?The Royals?, foi demitido oficialmente da série após ser acusado de assédio sexual por várias atrizes da equipe do seriado ?One Tree Hill? (2003-2012). "Muitas foram colocadas em posições desconfortáveis e tiveram que aprender rapidamente a lutar, às vezes fisicamente, porque ficou claro que os supervisores não eram os protetores que deveriam ser?, afirmou o elenco da série em um comunicado. Leia mais

  • Reprodução

    T.J. Miller, ator

    O comediante T.J. Miller, conhecido por seus papéis na série ?Silicon Valley? e em filmes como ?Cloverfield? e ?Deadpool?, onde interpreta o Fuinha, foi denunciado por assédio por uma mulher que disse que eles estavam fazendo sexo consensual até que ele começou a experimentar várias coisas sem falar comigo antes, e me enforcou para me impedir de gritar? Leia mais

  • Getty Images

    Danny Masterson, ator

    Quatro mulheres denunciaram Danny Masterson, conhecido por atuar na série ?That 70´s Show? e, mais recentemente, em ?The Ranch?, por estupro. Os casos teriam acontecido no início dos anos 2000. Com a repercussão negativa, a Netflix optou por demitir o ator de ?The Ranch?, que também é protagonizada por Ashton Kutcher. Leia mais

  • Getty Images

    Andrew Kreisberg, produtor

    Produtor das séries ?Supergirl?, ?Flash? e ?Arrow?, Andrew Kreisberg foi demitido após ser alvo de várias acusações de assédio sexual. 19 pessoas afirmaram terem sido abusadas ou terem presenciado o ato do cineasta. A Warner emitiu uma declaração na qual dizia que a decisão de despedir o profissional foi tomada "depois de uma investigação minuciosa". Leia mais

  • Getty Images

    Sylvester Stallone, ator

    Stallone foi acusado de assédio sexual por uma garota de apenas 16 anos, em incidente ocorrido em Las Vegas no ano de 1986, enquanto o ator filmava o longa ?Falcão ? O Campeão dos Campeões?. Ele teria intimidado uma jovem a praticar sexo a três que com seu guarda-costas, Michael De Luca, em uma suíte do hotel Hilton.

  • Getty Images

    Gene Simmons, músico

    O líder do Kiss foi acusado de assediar em novembro deste ano uma mulher durante uma entrevista na inauguração de um dos restaurantes da rede Rock & Brews, da qual Simmons é sócio junto de Paul Stanley, também do Kiss. A vítima diz que o músico de 68 anos pegou em suas mãos de maneira inapropriada, falou que ela deveria usar creme hidratante e a fez tocar seus joelhos. Leia mais

  • Getty Images

    Paul Haggis, diretor

    Diretor do ganhador do Oscar de Melhor Filme ?Crash - No Limite?, foi acusado de estuprar uma publicitária do mercado do cinema em 2013. Segundo Haleigh Breest, ele a teria levado para seu apartamento após a estreia do filme e forçado um beijo. Ele ainda a teria impedido de sair da residência. O diretor entrou na Justiça acusando a publicitária de chantageá-lo para obter US$ 9 milhões. Leia mais

  • Brainpix

    Larry King, apresentador

    Um dos maiores ícones da televisão americana, King foi acusado de assédio sexual pela modelo Terry Richard. Os casos teriam acontecidos em 2005 e 2006, quando o apresentador teria ?apalpado? partes do corpo da acusadora sem sua permissão. ?Larry se sente bem fazendo isso em frente às câmeras, sem ninguém perceber, porque sabe que eu não posso reagir naquele momento?, disse Terry. Leia mais

  • Gladstone Campos/RealPhotos

    Mario Batali, chef

    O chef celebridade Mario Batali, famoso por programas de culinária e reality shows americanos, foi acusado de assédio sexual por quatro mulheres. Ele as teria apalpado em lugares inapropriados enquanto trabalhavam em um de seus restaurantes. As acusações se estendem dos anos 1990 até recentemente. Com a repercussão do caso, Batali se afastou do programa ?The Chew?. Leia mais

  • Divulgação

    John Lasseter, diretor e produtor

    O diretor de criação do estúdio de animação Pixar, que pertence à Disney, assumiu comportamento inadequado relatado por seus colegas de trabalho e se afastou do trabalho por seis meses. Um antigo funcionário afirmou que ele é conhecido por "agarrar, beijar e fazer comentários sobre os atributos físicos das pessoas". Leia mais

  • Getty Images

    Oliver Stone, diretor

    O cineasta foi acusado de assédio sexual pela modelo Carrie Patricia Stevens, que disse ter tido os seios apalpados, e pela atriz Melissa Gilbert, que afirmou que o diretor escreveu cenas humilhantes em seu teste para o filme ?The Doors? (1991). ?Ele queria que eu ficasse de quatro na frente dele e implorasse para ele ?me comer?, nas palavras do roteiro.? Leia mais

  • Getty Images

    John Travolta, ator

    John Travolta foi denunciado por um massagista, que prestou serviços a ele em um hotel em 2000, Ele teria o agarrado pelas nádegas e mostrado o órgão genital a massagem?. Depois, quando os dois estavam na sauna, Travolta ?colocou a mão por baixo da toalha? do funcionário sem permissão e fez perguntas vulgares a ele ?para que tivesse algo sobre o que fantasiar no futuro?. Leia mais

  • Dimitrios Kambouris/Getty Images

    Matt Lauer, apresentador

    Um dos apresentadores mais famosos da TV americana, Matt Lauer foi demitido pela emissora NBC após ser acusado de assédio sexual. A demissão foi comunicada ao vivo no programa "Today", que era apresentado por ele há 20 anos, desde 1997. "Na noite de segunda-feira, recebemos uma denúncia detalhada de uma colega sobre uma atitude sexual inapropriada de Matt Lauer no ambiente de trabalho. Ela representa, após uma séria análise, uma clara violação dos padrões da empresa." Leia mais